Sonha um dia correr uma prova de Trail? A Salomon explica

«How to Trail Run» é a nova proposta de vídeos da Salomon, uma das marcas desportivas que mais aposta neste meio comunicacional nas redes sociais. Desta vez, a empresa gaulesa fundada em 1947 por Georges Salomon acompanha, em dez episódios, três corredores que correrão a sua primeira prova de trail running. Uma oportunidade de ouro para desvendarmos algumas das dúvidas que assolam todos os atletas que se iniciam na modalidade.

 

O Trail é hoje uma realidade e cada vez ganha mais praticantes, muitos deles cansados de correr no asfalto, outros com ânsias de descobrirem paisagens só ao alcance dos corredores de montanha. Deste modo, a Salomon resolveu oferecer aos praticantes, novos ou já convertidos, “aulas grátis”, concretamente ao acompanhar e a ajudar três novos praticantes da modalidade, que se preparam para o seu primeiro trail running.

LEIA TAMBÉM
Nova equipa Prozis Trail Running conta com dois portugueses

 Lesões, nutrição, plano de treino… Nada foi deixado ao acaso, já que a Salomon recorre a vários especialistas em trail running, mas também a atletas profissionais, por exemplo, para esclarecer as dúvidas dos “seus” corredores.

Segundo o diretor mundial da Salomon Endurance, «a ideia da série é mostrar a todos como devemos praticar o trail running, não só nas montanhas, mas também em ambiente urbano».

Para ver os vídeos, CLIQUE AQUI.

Gostaste do artigo? Faz Gosto ou Partilha com os teus amigos!
Pedro Alves

Pedro Alves

O futebol sempre acompanhou a minha vida, assim como a natação e o voleibol. As tardes no Estádio do Maracanã, primeiro nas arquibancadas com o meu pai e depois com a “torcida” do Flamengo, são momentos que continuam a marcar as minhas recordações, principalmente a ver Zico a jogar. Em Portugal desde 1989, aos poucos o futebol e o voleibol perderam o seu espaço de prática, mas não de interesse (nesse aspeto o futebol é insubstituível, principalmente a seleção brasileira – como “doeu” os 1-7 da Alemanha… -, o Flamengo e o Barcelona). Se no Brasil a corrida era algo supérfluo, nos últimos anos acabou por ganhar a sua devida importância, primeiro como um hábito de saúde e bem-estar, depois como um desafio pessoal, concretamente terminar uma maratona, feito alcançado no Porto, em 2011. Com mais três no curriculum (duas em Lisboa e uma no Funchal), agora o objetivo é correr a primeira maratona internacional.

Gostou? Partilhe pelos amigos