Lucinda Sousa foi a primeira portuguesa a terminar o UTMB

Após longas e extenuantes 32h44m01, Lucinda Sousa chegou a meta da principal prova do Trail Mundial, o UTMB, sendo a primeira portuguesa a receber o ambicionado colete de Finisher.

 

Foi já na madrugada deste domingo, 3h14 em Chamonix, que Lucinda Sousa terminou certamente uma das provas mais duras da sua carreira. Com partida na sexta-feira, às 18h30, finalmente a portuguesa conseguiu ultrapassar as montanhas de França, Itália e Suíça, terminando a corrida na 28.ª posição da classificação feminina (oitava da sua categoria e 245.ª da classificação geral).

A portuguesa apresentou uma média de 5,02 km/h para percorrer o exigente percurso, este ano de 167,5 km. De referir que a melhor posição da portuguesa ao longo do percurso foi o 205.º posto, aquando em La Giète, por volta dos 130 km.

Núria Picas foi a primeira espanhola a vencer o UTMB

Recorde-se que a vencedora da edição deste ano foi Núria Picas, num triunfo marcado pelo seu ataque de asma, que por muito pouco não a “condenou” a um novo segundo lugar na corrida. Esta foi a primeira vitória de uma espanhola na prova (leia aqui).

LEIA TAMBÉM

François D’Haene iguala Kilian Jornet no número de vitórias na UTMB

Luís Fernandes é o melhor português no UTMB

Gostaste do artigo? Faz Gosto ou Partilha com os teus amigos!
Pedro Alves

Pedro Alves

O futebol sempre acompanhou a minha vida, assim como a natação e o voleibol. As tardes no Estádio do Maracanã, primeiro nas arquibancadas com o meu pai e depois com a “torcida” do Flamengo, são momentos que continuam a marcar as minhas recordações, principalmente a ver Zico a jogar. Em Portugal desde 1989, aos poucos o futebol e o voleibol perderam o seu espaço de prática, mas não de interesse (nesse aspeto o futebol é insubstituível, principalmente a seleção brasileira – como “doeu” os 1-7 da Alemanha… -, o Flamengo e o Barcelona). Se no Brasil a corrida era algo supérfluo, nos últimos anos acabou por ganhar a sua devida importância, primeiro como um hábito de saúde e bem-estar, depois como um desafio pessoal, concretamente terminar uma maratona, feito alcançado no Porto, em 2011. Com mais três no curriculum (duas em Lisboa e uma no Funchal), agora o objetivo é correr a primeira maratona internacional.

Gostou? Partilhe pelos amigos