Ester Alves e a Coca-cola na Maratona das Areias

No dia de descanso da Maratona das Areias, na véspera da quinta etapa, com a distância de 42,2 km (!!!), os atletas procuram recuperar como podem após a longa etapa de ontem (82,2 km). Na página de Ester Alves, podemos ler que a portuguesa, assim como os restantes atletas, ansiavam por uma… Coca-cola. 

 

Ester Alves ocupa o décimo lugar e na etapa de amanhã procurará alcançar pelo menos uma posição, embora sem ignorar as atletas que procuram “roubar” a sua posição. Como podemos ler na sua página do Facebook, a portuguesa «mostra-se forte e focada. Precisaria de recuperar quase 2,5 horas para agarrar o 9º lugar, mas terá de lutar ainda muito para manter a posição. Entre a 10ª e a 17ª está apenas 1h15m!»

LEIA TAMBÉM
Ester Alves termina etapa mais longa da Maratona das Areias na décima posição feminina

O post na íntegra:

«Dia de “descanso”. Seria… se houvesse uma cama, um sofá, uma boa sombra, bons nutrientes…. mas os atletas recuperam como podem, ao Sol de quase 40 graus.

A comida está já a escassear e a gestão é a palavra de ordem. Há que escolher cuidadosamente as doses a ingerir hoje pois amanhã há uma maratona, após já quase 200 km nas pernas!!

Para que se perceba a aspereza desta aventura, todos os atletas anseiam pelas 16:30 de hoje, altura em que poderão beber uma coca-cola (!!), oferta do reino de Marrocos por terem completado a etapa longa… uma simples coca-cola, que todos temos ao alcance de uma moeda e uma máquina automática é o maior anseio de milhares de atletas no dia de hoje! Os limites físicos, mas sobretudo os psicológicos são constantemente testados, nesta prova.

É por estes motivos que Marathon Des Sables é considerada a prova MAIS DURA DO MUNDO.

LEIA TAMBÉM
Entrevista a Ester Alves

A Ester mostra-se forte e focada. Precisaria de recuperar quase 2,5 horas para agarrar o 9º lugar, mas terá de lutar ainda muito para manter a posição. Entre a 10ª e a 17ª está apenas 1h15m!

Veremos o que fará a força dos mais de 10.000 fãs da página, que temos já por todo o mundo. Obrigado a TODOS!»

Em relação aos atletas portugueses, eis a classificação geral de todos:

141.º) Duarte Mendonça, 27h51m40 (50.º VH1)
151.º) Ester Alves, 28h12m20 (6.ª SF – 10.ª mulher)
190.º) Artur Jorge Pereira, 29h44m04 (67.º VH1)
197.º) Carlos Guerreiro Coelho, 29h55m52 (24.º VH2)
394.º) Jorge Martins, 35h01m51 (8.º VH3)
644.ª) José Lima, 40h28m02 (122.º VH2)

Gostaste do artigo? Faz Gosto ou Partilha com os teus amigos!
Pedro Alves

Pedro Alves

O futebol sempre acompanhou a minha vida, assim como a natação e o voleibol. As tardes no Estádio do Maracanã, primeiro nas arquibancadas com o meu pai e depois com a “torcida” do Flamengo, são momentos que continuam a marcar as minhas recordações, principalmente a ver Zico a jogar. Em Portugal desde 1989, aos poucos o futebol e o voleibol perderam o seu espaço de prática, mas não de interesse (nesse aspeto o futebol é insubstituível, principalmente a seleção brasileira – como “doeu” os 1-7 da Alemanha… -, o Flamengo e o Barcelona). Se no Brasil a corrida era algo supérfluo, nos últimos anos acabou por ganhar a sua devida importância, primeiro como um hábito de saúde e bem-estar, depois como um desafio pessoal, concretamente terminar uma maratona, feito alcançado no Porto, em 2011. Com mais três no curriculum (duas em Lisboa e uma no Funchal), agora o objetivo é correr a primeira maratona internacional.

Gostou? Partilhe pelos amigos