Azara García vence Transgrancanaria

A espanhola Azara García foi a grande vencedora da principal prova da Transgrancanaria, naquela que foi a prova mais longa que disputou na sua carreira: 125 quilómetros e 8.000 metros de Desnível Positivo.

Terceira etapa da World Tour Ultra Trail, a corrida correu de forma autoritária por parte de Azara García, que conseguiu superar corredoras teoricamente mais fortes, como Caroline Chaverot e Gemma Arenas (ambas desistiram) e Andrea Huser. A espanhola terminou a prova com o tempo de 16h25, alcançando uma vantagem significativa diante da suíça Andrea Huser (17h16) e Melanie Rousset (17h30).

Leia também
Corrida vitoriosa de Pau Capell do início ao fim na Transgrancanaria

Português ganha categoria m50 da Transgrancanaria

Gostaste do artigo? Faz Gosto ou Partilha com os teus amigos!
Pedro Alves

Pedro Alves

O futebol sempre acompanhou a minha vida, assim como a natação e o voleibol. As tardes no Estádio do Maracanã, primeiro nas arquibancadas com o meu pai e depois com a “torcida” do Flamengo, são momentos que continuam a marcar as minhas recordações, principalmente a ver Zico a jogar. Em Portugal desde 1989, aos poucos o futebol e o voleibol perderam o seu espaço de prática, mas não de interesse (nesse aspeto o futebol é insubstituível, principalmente a seleção brasileira – como “doeu” os 1-7 da Alemanha… -, o Flamengo e o Barcelona). Se no Brasil a corrida era algo supérfluo, nos últimos anos acabou por ganhar a sua devida importância, primeiro como um hábito de saúde e bem-estar, depois como um desafio pessoal, concretamente terminar uma maratona, feito alcançado no Porto, em 2011. Com mais três no curriculum (duas em Lisboa e uma no Funchal), agora o objetivo é correr a primeira maratona internacional.

Gostou? Partilhe pelos amigos