Os prós e contras da Meia-maratona de Lisboa (Parte III)

Após os pontos negativos, Ricardo Areias aborda os pontos positivos da Meia-maratona de Lisboa. Ao mesmo tempo, responde a uma pergunta: «Fico com vontade de regressar?» 

 

RECURSO AO PLANO B (ALTERAÇÃO DO LOCAL DE PARTIDA)

Na minha opinião, a organização esteve muito bem em alterar o local da partida. É um facto que a travessia da Ponte 25 de Abril é o maior atrativo da prova, mas, devido ao alerta das autoridades, a organização optou, e bem, pela alteração, que foi comunicada na Expo, durante a entrega dos dorsais, e por e-mail e SMS.

PONTOS DE ABASTECIMENTO

Prova com bastantes pontos de abastecimento, sempre de ambos os lados. Na maioria deles com água, mas também, na parte final, quando a energia já começa a falhar, com Powerade e gel isotónico. No último, ainda tivemos fruta.

GRATUIDADE NOS TRANSPORTES

A inscrição na prova oferece, ao atleta, a possibilidade de, até às 15h00 do dia da corrida, utilizar a maioria dos transportes da cidade de modo gratuito, como metro, autocarro e comboio, por exemplo. É necessário apenas a apresentação do dorsal

O tempo oficial de Ricardo Areias na Meia-maratona de Lisboa
O tempo oficial de Ricardo Areias na Meia-maratona de Lisboa

Ao longo deste artigo, dos pontos positivos e negativos da Meia-maratona de Lisboa, decidi não abordar o tema do preço da inscrição, que muitos consideram ser bastante cara. A verdade é que as provas no exterior são mais caras e isso não impede de muitos correrem no estrangeiro. É certo que muitas delas com organizações de excelência, mas algumas dentro do mesmo nível!

LEIA TAMBÉM
Os prós e contras da Meia-maratona de Lisboa

Os prós e contras da Meia-maratona de Lisboa (Parte II)

Em resumo: se fico com vontade de regressar?

Provavelmente sim! Adoro correr em Lisboa, principalmente a Meia-maratona de Lisboa. Depois, não posso ignorar que os meus melhores tempos na distância estão nas ruas da capital!

No entanto, enquanto estes aspetos negativos não forem resolvidos, e enquanto atleta amador que procura a oportunidade de melhorar os seus resultados, possivelmente ficarei de fora nas próximas edições! Mas acredito que, resolvendo estas pequenas lacunas, será uma corrida de topo, equiparável às melhores!

A desejada medalha da Meia-maratona de Lisboa
A desejada medalha da Meia-maratona de Lisboa
Gostaste do artigo? Faz Gosto ou Partilha com os teus amigos!
Pedro Alves

Pedro Alves

O futebol sempre acompanhou a minha vida, assim como a natação e o voleibol. As tardes no Estádio do Maracanã, primeiro nas arquibancadas com o meu pai e depois com a “torcida” do Flamengo, são momentos que continuam a marcar as minhas recordações, principalmente a ver Zico a jogar. Em Portugal desde 1989, aos poucos o futebol e o voleibol perderam o seu espaço de prática, mas não de interesse (nesse aspeto o futebol é insubstituível, principalmente a seleção brasileira – como “doeu” os 1-7 da Alemanha… -, o Flamengo e o Barcelona). Se no Brasil a corrida era algo supérfluo, nos últimos anos acabou por ganhar a sua devida importância, primeiro como um hábito de saúde e bem-estar, depois como um desafio pessoal, concretamente terminar uma maratona, feito alcançado no Porto, em 2011. Com mais três no curriculum (duas em Lisboa e uma no Funchal), agora o objetivo é correr a primeira maratona internacional.

Gostou? Partilhe pelos amigos