Meia-maratona de Lisboa com partida no Eixo-Norte Sul

E o pior cenário aconteceu: a partida da edição 2018 da Meia-maratona de Lisboa, agendada para domingo, ocorrerá no Eixo-Norte Sul. Atravessar a Ponte 25 de Abril a correr só no próximo ano…

 

Após uma reunião com as autoridades, a organização da Meia-maratona de Lisboa foi obrigada a recorrer ao “plano B”, com a partida da prova a ser realizada no Eixo-Norte Sul, na zona de Sete Rios. Tudo devido ao mau tempo que assola o país, com muito vento e chuva.

LEIA TAMBÉM

Meia-maratona de Lisboa com saída na zona de Sete Rios?

«Devido às condições climatéricas, o Conselho de Segurança, que reúne as entidades responsáveis pela gestão da ponte 25 de Abril, considera que não estão reunidas as condições para que a partida das provas EDP Meia Maratona de Lisboa e Mini Maratona Vodafone seja feita a partir da Ponte 25 de Abril.

Assim, foi definido que a partida das provas em questão passará para o Eixo Norte Sul em Sete Rios (em frente ao Jardim Zoológico de Lisboa).

O horário de partida mantém-se às 10h30. Relembramos que poderá utilizar gratuitamente, perante a apresentação do dorsal de participação, dos transportes da Carris, CP, Metro, Fertagus, TST e Metro do Sul para se deslocar para a partida (saída Sete Rios).

Agradecemos a sua compreensão e tenha uma boa prova!», podemos ler na página oficial da prova no Facebook.

Maratona Clube de Portugal recorda que a partida da Meia-maratona de Lisboa foi sempre no tabuleiro da Ponte 25 de Abril

O Maratona Clube de Portugal enviou ainda um comunicado a lamentar o sucedido, recordando que, nas 28 edições da história da prova, a edição de amanhã será a primeira sem ter a partida no tabuleiro da Ponte 25 de Abril.

«Pela primeira vez em 28 edições, em 28 anos, somos obrigados a ter que, na véspera da prova, acionar o plano alternativo, o que se fica, única e exclusivamente, a dever à decisão das entidades e autoridades competentes, que foi fundamentada nas condições de segurança por razões climatéricas. 

Tal como em todas as outras edições anteriores, da nossa parte estava tudo preparado, operacionalizado e assegurado para a prova decorrer nos termos habituais, com a travessia da Ponte 25 de Abril.

Naturalmente que, esgotadas todas as possibilidades, tivemos que acatar a decisão das autoridades, restando-nos deixar expresso que esta alteração se fica a dever a razões climatéricas e não a qualquer outras.

Estamos conscientes que esta mudança do local da partida é uma notícia triste, principalmente para os participantes, mas, segundo nos foi comunicado, foi precisamente para garantir a segurança dos mesmos que o Conselho de Segurança e as demais autoridades competentes tomaram esta decisão, que, aliás, está, para cenários imprevisíveis como este, prevista no Regulamento da prova.

Estamos certos da boa compreensão de todos e de que teremos um excelente evento amanhã.»

A página do Facebook da Meia-maratona de Lisboa anuncia a nova partida
A página do Facebook da Meia-maratona de Lisboa anuncia a nova partida

 

Gostaste do artigo? Faz Gosto ou Partilha com os teus amigos!
Pedro Alves

Pedro Alves

O futebol sempre acompanhou a minha vida, assim como a natação e o voleibol. As tardes no Estádio do Maracanã, primeiro nas arquibancadas com o meu pai e depois com a “torcida” do Flamengo, são momentos que continuam a marcar as minhas recordações, principalmente a ver Zico a jogar. Em Portugal desde 1989, aos poucos o futebol e o voleibol perderam o seu espaço de prática, mas não de interesse (nesse aspeto o futebol é insubstituível, principalmente a seleção brasileira – como “doeu” os 1-7 da Alemanha… -, o Flamengo e o Barcelona). Se no Brasil a corrida era algo supérfluo, nos últimos anos acabou por ganhar a sua devida importância, primeiro como um hábito de saúde e bem-estar, depois como um desafio pessoal, concretamente terminar uma maratona, feito alcançado no Porto, em 2011. Com mais três no curriculum (duas em Lisboa e uma no Funchal), agora o objetivo é correr a primeira maratona internacional.

Gostou? Partilhe pelos amigos