Maratona do Rio com muitas novidades em 2018

A organização da Maratona do Rio revelou as novidades para a edição de 2018. As principais são a criação de uma nova prova e o “Desafio Cidade Maravilhosa”, além do evento ser disputado em dois dias.

 

Depois das provas de 6 km, Meia-maratona e Maratona, os organizadores da Maratona do Rio de Janeiro inseriram no calendário do evento uma prova de 10 km, mas também o denominado “Desafio Cidade Maravilhosa” (21 km + 42 km), que permitirá aos participantes correrem a Meia-maratona no sábado e a Maratona no domingo, recebendo uma medalha alusiva ao feito.

Uma das curiosidades destas novas mudanças é a realização da Meia-maratona no sábado, 2 de junho, e da Maratona no domingo, dia 3 de junho. Ou seja, a principal prova do evento terá um percurso apenas para ela, sem atletas de outras distâncias.

Segundo a organização revelou aos meios de comunicação social brasileiros, o intuito é fazer com que a prova ganhe um estatuto diferente do atual, aproximando a Maratona do Rio da qualidade das principais Maratonas do Mundo. «O nosso objetivo é transformá-la numa Major», chegou a afirmar a organização do evento, que está na posse de duas empresas, a Dream Factory e a Spiridon.

A maior e mais bonita Maratona do Brasil

«Somos hoje a maior e mais bonita Maratona do país. Sabemos do potencial da cidade para eventos como a Maratona e também para o turismo. Precisamos de aproveitar essa oportunidade. Queremos transformar o Rio de Janeiro numa referência do desporto.»

 

Maratona do Rio com mais duas provas e mais um dia
Maratona do Rio com mais duas provas e mais um dia

 

Com as novas mudanças, as duas principais provas da Maratona do Rio ganharão fluidez no percurso, algo que era bastante criticado pelos atletas mais rápidos, que reclamavam que muitas vezes não conseguiam correr ao seu ritmo devido a quantidade de pessoas.

A programação da “nova” Maratona do Rio será a seguinte:

Sábado – 2 de junho de 2018
Meia-maratona Olympikus da Cidade do Rio de Janeiro (21 km)

Domingo – 3 de junho de 2018
6 km, 10 km e Maratona CAIXA da Cidade do Rio de Janeiro (42 km)

Gostaste do artigo? Faz Gosto ou Partilha com os teus amigos!
Pedro Alves

Pedro Alves

O futebol sempre acompanhou a minha vida, assim como a natação e o voleibol. As tardes no Estádio do Maracanã, primeiro nas arquibancadas com o meu pai e depois com a “torcida” do Flamengo, são momentos que continuam a marcar as minhas recordações, principalmente a ver Zico a jogar. Em Portugal desde 1989, aos poucos o futebol e o voleibol perderam o seu espaço de prática, mas não de interesse (nesse aspeto o futebol é insubstituível, principalmente a seleção brasileira – como “doeu” os 1-7 da Alemanha… -, o Flamengo e o Barcelona). Se no Brasil a corrida era algo supérfluo, nos últimos anos acabou por ganhar a sua devida importância, primeiro como um hábito de saúde e bem-estar, depois como um desafio pessoal, concretamente terminar uma maratona, feito alcançado no Porto, em 2011. Com mais três no curriculum (duas em Lisboa e uma no Funchal), agora o objetivo é correr a primeira maratona internacional.

Gostou? Partilhe pelos amigos