Maratona de Sevilha conquista o Ouro da IAAF

A Maratona de Sevilha é a nova prova integrada na categoria “Gold Label Road Race” da IAAF, distinção que aprova a qualidade da organização do evento, tanto em termos desportivos como de segurança.

 

Ser distinguido pela IAAF é o objetivo da maioria das Maratonas espalhadas pelo mundo. Para tal, devem cumprir os vários critérios exigidos pela entidade que rege o Atletismo mundial, como por exemplo um grande número de participantes, controlos antidoping e cobertura televisiva.

Após vários anos de tentativas, finalmente a Maratona de Sevilha conseguiu ser distinguida pela IAAF, um sonho dos seus organizadores na última década. Em Espanha, apenas a Maratona de Valência tinha essa distinção.

 

"Sevilha de ouro" refere o cartaz da corrida
“Sevilha é de ouro” refere o cartaz da corrida

 

Marisa Barros detém o recorde da Maratona de Sevilha

Neste momento, 12 cidades europeias têm o selo “Gold”, num total de 29 cidades a nível mundial:

Valência e Sevilha (Espanha), Xiamen, Xangai e Pequim (China), Dubai (Emirados Árabes Unidos), Tóquio, Lake Biwa, Fukuoka e Nagoya (Japão), Roma (Itália), Seul (Coreia do Sul), Paris (França), Viena (Áustria), Roterdão e Amesterdão (Holanda), Boston, Chicago e Nova Iorque (Estados Unidos), Londres (Inglaterra), Praga (Checoslováquia), Otava (Canadá), Gold Coast e Sidney (Austrália), Berlim e Frankfurt (Alemanha), Lisboa (Portugal), Amsterdão (Holanda), Toronto (Canadá), Istambul (Turquia) e Cidade de Singapura (Singapura).

A primeira edição da Maratona de Sevilha aconteceu em 1985. Desde então tem crescido de forma exponencial, sendo hoje uma das principais provas da distância em Espanha. A prova acolhe, todos os anos, milhares de portugueses. Uma das suas caraterísticas é o seu percurso, plano, ideal para baixar os tempos pessoais (leia aqui). 

 

Marisa Barros detém o recorde da Maratona de Sevilha
Marisa Barros detém o recorde da Maratona de Sevilha

 

Como curiosidade, refira-se que o recorde da Maratona de Sevilha está na posse de uma portuguesa, concretamente de Marisa Barros.

«Todos ficaram muito surpresos pela minha marca em Sevilha», afirmou a atleta ao nosso site em fevereiro último (leia aqui).

A próxima edição da Maratona de Sevilha está agendada para o dia 25 de fevereiro.

Gostaste do artigo? Faz Gosto ou Partilha com os teus amigos!
Pedro Alves

Pedro Alves

O futebol sempre acompanhou a minha vida, assim como a natação e o voleibol. As tardes no Estádio do Maracanã, primeiro nas arquibancadas com o meu pai e depois com a “torcida” do Flamengo, são momentos que continuam a marcar as minhas recordações, principalmente a ver Zico a jogar. Em Portugal desde 1989, aos poucos o futebol e o voleibol perderam o seu espaço de prática, mas não de interesse (nesse aspeto o futebol é insubstituível, principalmente a seleção brasileira – como “doeu” os 1-7 da Alemanha… -, o Flamengo e o Barcelona). Se no Brasil a corrida era algo supérfluo, nos últimos anos acabou por ganhar a sua devida importância, primeiro como um hábito de saúde e bem-estar, depois como um desafio pessoal, concretamente terminar uma maratona, feito alcançado no Porto, em 2011. Com mais três no curriculum (duas em Lisboa e uma no Funchal), agora o objetivo é correr a primeira maratona internacional.

Gostou? Partilhe pelos amigos