Maratona de Lake Biwa: Yuki Kawauchi consegue o seu melhor tempo do ano

O japonês Yuki Kawauchi, de 32 anos, terminou a Maratona de Lake Biwa na oitava posição. Na sua terceira Maratona do ano, e depois de dois triunfos, o nipónico alcançou o seu melhor tempo de 2019.

 

Apesar de não ter alcançado o ambicionado triunfo, Yuki Kawauchi alcançou o seu melhor tempo dos últimos 20 meses, num total de 22 Maratonas corridas nesse período de tempo.

No presente ano, Kawauchi correu, além da Maratona de Lake Biwa, a Ibusuki Nanohana Marathon (2h14m21), em janeiro, e a Maratona de Shizuoka (2h13m41), em fevereiro. A 15 de abril, o nipónico defenderá o seu título na Maratona de Boston, um dos seus objetivos da temporada, assim como a sua participação no Mundial de Doha, em outubro. A 5 de maio, Kawauchi já confirmou a sua presença no Mundial de Vancouver.

LEIA TAMBÉM
Mo Farah ganha a Meia de Londres com um segundo de vantagem sobre o segundo

Chad Kempel correu uma Maratona empurrando o carrinho dos seus cinco gémeos

Quantos quilómetros corre Yuki Kawauchi por mês?

Profissional este ano pela primeira vez na sua carreira, e ao contrário do que muitos acreditavam, a verdade é que o japonês continua a apresentar uma média de participação em Maratonas impressionante, algo totalmente “fora da caixa”. Recorde-se que o nipónico concluiu a sua 92.ª Maratona desde que começou a correr a distância, em 2009, um registo absolutamente impressionante.

Resultados de Yuki Kawauchi

13 vezes Sub-2h10

21 vezes Sub-2h11

28 vezes Sub-2h12

44 vezes Sub-2h13

53 vezes Sub-2h14

61 vezes Sub-2h15

71 vezes Sub-2h16

77 vezes Sub-2h17

81 vezes Sub-2h18

86 vezes Sub-2h19

87 vezes Sub-2h20

Os seus melhores resultados, por ano, são os seguintes:

2009 ➜ 3 Maratonas ➜ 2h17m33

2010 ➜ 2 Maratonas ➜ 2h12m36

2011 ➜ 5 Maratonas ➜ 2h08m37

2012 ➜ 9 Maratonas ➜ 2h10m29

2013 ➜ 11 Maratonas ➜ 2h08m14

2014 ➜ 13 Maratonas ➜ 2h09m36

2015 ➜ 13 Maratonas ➜ 2h12m13

2016 ➜ 9 Maratonas ➜ 2h09m01

2017 ➜ 12 Maratonas ➜ 2h09m18

2018 ➜ 12 Maratonas ➜ 2h11m29

2019 ➜ 3 Maratonas ➜ 2h09m21

Gostaste do artigo? Faz Gosto ou Partilha com os teus amigos!
Pedro Alves

Pedro Alves

O futebol sempre acompanhou a minha vida, assim como a natação e o voleibol. As tardes no Estádio do Maracanã, primeiro nas arquibancadas com o meu pai e depois com a “torcida” do Flamengo, são momentos que continuam a marcar as minhas recordações, principalmente a ver Zico a jogar. Em Portugal desde 1989, aos poucos o futebol e o voleibol perderam o seu espaço de prática, mas não de interesse (nesse aspeto o futebol é insubstituível, principalmente a seleção brasileira – como “doeu” os 1-7 da Alemanha… -, o Flamengo e o Barcelona). Se no Brasil a corrida era algo supérfluo, nos últimos anos acabou por ganhar a sua devida importância, primeiro como um hábito de saúde e bem-estar, depois como um desafio pessoal, concretamente terminar uma maratona, feito alcançado no Porto, em 2011. Com mais três no curriculum (duas em Lisboa e uma no Funchal), agora o objetivo é correr a primeira maratona internacional.

Gostou? Partilhe pelos amigos