Correr a maratona em menos de duas horas já tem hora

 

A Nike revelou a hora do início do desafio Breaking2, que será realizado no sábado no Autódromo de Monza, em Itália, local onde Eliud Kipchoge, Lelisa Desisa e Zersenay Tadese procurarão correr a Maratona em menos de duas horas.  

 

Após meses de intenso estudo científico e acompanhamento in loco de várias variáveis por parte dos mais variados especialistas, finalmente a contagem regressiva para o desafio Breaking2 começou.

A Nike revelou que Eliud Kipchoge, Lelisa Desisa e Zersenay Tadese correrão para a História a partir das 4h45 de sábado em Lisboa, uma hora a mais em Itália (0h45 no Brasil).

LEIA TAMBÉM
Corra mas não se esqueça do core

«Apesar do evento ser fechado ao público, qualquer um poderá assistir a esta experiência através do live stream da Nike, o qual pode ser acedido através da página oficial do evento no Twitter (nikebreaking2.twitter.com) ou do facebook da @nike», revela um comunicado. «Sal Masekela vai conduzir a cobertura da Breaking2, enquanto que Paula Radcliffe, Craig Masback e Kevin Hart farão comentários. Outros convidados especiais irão aparecer ao longo do evento. No Instagram (@nike), a marca irá partilhar momentos em directo e de behind-the-scenes.»

LEIA TAMBÉM
Jessica Augusto nomeada para Atleta do Mês de abril

Gostaste do artigo? Faz Gosto ou Partilha com os teus amigos!
Pedro Alves

Pedro Alves

O futebol sempre acompanhou a minha vida, assim como a natação e o voleibol. As tardes no Estádio do Maracanã, primeiro nas arquibancadas com o meu pai e depois com a “torcida” do Flamengo, são momentos que continuam a marcar as minhas recordações, principalmente a ver Zico a jogar. Em Portugal desde 1989, aos poucos o futebol e o voleibol perderam o seu espaço de prática, mas não de interesse (nesse aspeto o futebol é insubstituível, principalmente a seleção brasileira – como “doeu” os 1-7 da Alemanha… -, o Flamengo e o Barcelona). Se no Brasil a corrida era algo supérfluo, nos últimos anos acabou por ganhar a sua devida importância, primeiro como um hábito de saúde e bem-estar, depois como um desafio pessoal, concretamente terminar uma maratona, feito alcançado no Porto, em 2011. Com mais três no curriculum (duas em Lisboa e uma no Funchal), agora o objetivo é correr a primeira maratona internacional.

Gostou? Partilhe pelos amigos