Portuguesa Filomena Costa em quarta na Meia-maratona da Mulher Madrid

A portuguesa Filomena Costa obteve o quarto lugar na segunda edição da Meia-maratona da Mulher, em Madrid. A vencedora foi a marroquina Kaoutar Boulaid, que atacou nos últimos 3 quilómetros da corrida.

 

A atleta marroquina, que mora em Espanha, concretamente na região da Cantábria, terminou o percurso em 1h12m43, menos 15 segundos que a ucraniana Viktoriya Kalyuzhna. Na terceira posição ficou a queniana Naomi Nduta, com o tempo de 1h13m024.

Filomena Costa registou 1h15m275.

«EDP Meia Maratona da Mulher em Madrid. Fui quarta e, aos poucos, sinto o corpo reagir. Pronta para dar início à nova época. Hoje, mulheres ao poder. Espero que esta iniciativa chegue a Portugal. Obrigado à organização pelo convite», escreveu a portuguesa na sua página do Facebook.

Vencedora da Meia-maratona da Mulher Madrid ataca no 18.º quilómetro

Vencedora da Maratona de Sevilha em 2016, Filomena Costa não conseguiu acompanhar o pelotão da frente da prova, que, aos 10 km, e após 35m20 de corrida, juntava Nduta, Kalyuzhna, que fez a sua estreia na distância, e Boulaid (a portuguesa ultrapassou a marca 1m18 depois).

 

 

Aos 15 quilómetros da Meia-maratona, que recebeu intenso público durante todo o percurso, as três líderes passaram com o tempo de 52m26 (54m09 para Costa e Irene Pelayo, que acabou por terminar a corrida na quinta posição, com o tempo final de 1h15m29. De salientar que a espanhola é a atual campeã de Espanha da Meia-maratona), com o ataque decisivo de Boulaid a surgir no km 18.

No total, a II “EDP Medio Maratón de la Mujer de Madrid” reuniu na capital espanhola 2500 corredoras. A prova reuniu cerca de 40 nacionalidades, com as atletas a percorreram o trajeto entre o Paseo del Prado e Madrid Río. As novidades deste ano foram uma prova por estafeta, onde era possível correr a distância por partes, e outra de 3 quilómetros, que teve como intuito alertar para a mutilação genital feminina, um dos problemas das mulheres ainda nos nossos dias em vários países.

 

Kaoutar Boulaid vence a Meia-maratona da Mulher Madrid
Kaoutar Boulaid vence a Meia-maratona da Mulher Madrid
Gostaste do artigo? Faz Gosto ou Partilha com os teus amigos!
Pedro Alves

Pedro Alves

O futebol sempre acompanhou a minha vida, assim como a natação e o voleibol. As tardes no Estádio do Maracanã, primeiro nas arquibancadas com o meu pai e depois com a “torcida” do Flamengo, são momentos que continuam a marcar as minhas recordações, principalmente a ver Zico a jogar. Em Portugal desde 1989, aos poucos o futebol e o voleibol perderam o seu espaço de prática, mas não de interesse (nesse aspeto o futebol é insubstituível, principalmente a seleção brasileira – como “doeu” os 1-7 da Alemanha… -, o Flamengo e o Barcelona). Se no Brasil a corrida era algo supérfluo, nos últimos anos acabou por ganhar a sua devida importância, primeiro como um hábito de saúde e bem-estar, depois como um desafio pessoal, concretamente terminar uma maratona, feito alcançado no Porto, em 2011. Com mais três no curriculum (duas em Lisboa e uma no Funchal), agora o objetivo é correr a primeira maratona internacional.

Gostou? Partilhe pelos amigos