Corredora encontra um cãozinho e corre Maratona com ele

Khemjira Klongsanun encontrou um cãozinho durante a Maratona de Chombueng, em Ratchaburi, Tailândia, e terminou a prova com ele ao colo. Foram cerca de 30 km a correr com o seu novo mascote.

 

Aquando da passagem do 12.º quilómetro da Maratona de Chombueng, Khemjira Klongsanun, de 43 anos, teve uma surpresa ao ver um filhote de cão abandonado na estrada, apesar de estar rodeado por outros atletas da prova. Sem um dono que reclamasse a sua posse, Klongsanun nem pestanejou e levou consigo o cãozinho, que acabou por cruzar a meta da prova nos braços da corredora.

LEIA TAMBÉM
Calix Fattmann tem 17 anos e já correu 100… Maratonas

«Parecia estar perdido, não havia casas, nem outros cães e muito menos pessoas ao redor. Resolvi então levar ele comigo, embora o objetivo inicial tenha sido tirar ele de um ambiente inseguro», revelou a corredora ao LadBible.

No entanto, o carinho “construído” ao longo dos 30 km de prova fez com que Khemjira ficasse com o cãozinho, cujo nome batizou de… Chombueng, numa clara  homenagem a prova que cruzou o destino dos dois intervenientes desta curiosa história.

Gostaste do artigo? Faz Gosto ou Partilha com os teus amigos!
Pedro Alves

Pedro Alves

O futebol sempre acompanhou a minha vida, assim como a natação e o voleibol. As tardes no Estádio do Maracanã, primeiro nas arquibancadas com o meu pai e depois com a “torcida” do Flamengo, são momentos que continuam a marcar as minhas recordações, principalmente a ver Zico a jogar. Em Portugal desde 1989, aos poucos o futebol e o voleibol perderam o seu espaço de prática, mas não de interesse (nesse aspeto o futebol é insubstituível, principalmente a seleção brasileira – como “doeu” os 1-7 da Alemanha… -, o Flamengo e o Barcelona). Se no Brasil a corrida era algo supérfluo, nos últimos anos acabou por ganhar a sua devida importância, primeiro como um hábito de saúde e bem-estar, depois como um desafio pessoal, concretamente terminar uma maratona, feito alcançado no Porto, em 2011. Com mais três no curriculum (duas em Lisboa e uma no Funchal), agora o objetivo é correr a primeira maratona internacional.

Gostou? Partilhe pelos amigos