Os tempos de 5 em 5 km de todas as Maratonas de Bekele, Kipchogue e Kipsang

A Maratona  de Berlim vai reunir no domingo três dos principais nomes da distância da atualidade. Muitos acreditam que o recorde do Mundo poderá ser alcançado por Kenenisa Bekele, Eliud Kipchoge ou Wilson Kipsang. Estas são as suas provas até ao momento.

 

Alcançada precisamente na capital alemã em 2014, a marca mundial de Dennis Kimetto na Maratona, de 2h02m57, está mais ameaçada do que nunca no próximo domingo, tudo devido ao esforço da organização da Maratona de Berlim em ter na linha da meta três dos principais nomes da distância da atualidade: Kenenisa Bekele (2h03m03), Eliud Kipchoge (2h03m05) e Wilson Kipsang (2h03m13).

Mas não só, já que a prova conta ainda com Patrick Makau, que também já correu a distância em menos de 2h04 (2h03m38, precisamente em Berlim, há seis anos), além de lebres capazes de elas próprias vencerem a corrida se os favoritos não derem o seu melhor. Três delas Sammy Kitwara, Gideon Kipketer y Geoffrey Ronoh, que têm como objetivo correr a Meia-maratona em são 60m45. Recorde-se que, quando Kimetto superou o recorde do Mundo, correu os 21 km em 61m45. Como curiosidade, refira-se que Kipketer foi segundo na Maratona de Tóquio deste ano, atrás de Kipsang, e quinto colocado no Mundial de Londres.

«Se as lebres correrem a Meia-maratona em 61 minutos, posso terminar entre 2h02m20 e 2h02m10, se o clima também ajudar», referiu recentemente Kipsang, único corredor que derrotou Kipchoge, talvez o principal favorito dos três. Tudo aconteceu em 2013, quando Kipsang correu em 2h03m23 (contra os 2h04m05 de Kipchoge), estabelecendo um novo recorde do Mundo.

Recorde-se que os últimos recordes do Mundo masculino aconteceram em Berlim: Paul Tergat (2h04m55, em 2003), Haile Gebrselassie (2h04m26, em 2007, e 2h03m59, em 2008), Patrick Makau (2h03m38, em 2011), Wilson Kipsang (2h03m23, em 2013) e Dennis Kimetto (2h02m27, em 2014).

 

LEIA TAMBÉM

Quanto receberá o vencedor da Maratona de Berlim se alcançar o recorde do Mundo?

Veja o vídeo do percurso da Maratona de Berlim

 

Abaixo podemos ver as Maratonas disputadas pelas três principais estrelas da prova de domingo, num levantamento do Soy Cobarde:

 

 

É curioso também verificar e comparar os melhores tempos parciais de cada um e onde foi alcançado.

 

 

 

A prova feminina da Maratona de Berlim com uma portuguesa

Se a prova masculina centra a atenção de todos, há de referir que a prova feminina contará com a presença de uma representante do nosso país, Catarina Ribeiro, que vai realizar a sua terceira Maratona, após participar no Porto (2h30m10) no ano passado e, em agosto último em Londres, nos Mundiais de Atletismo (desistência). A principal favorita é a queniana Gladys Cherono, vencedora em Berlim há dois anos, com o registo de 2h19m25, mas há mais quatro atletas que correm em menos de 2h24, como são os casos de Amane Beriso (2h20m48, Dubai 2016), Valary Aiyabei (2h21m57, Praga 2017), Gulume Tollesa (2h23m12, Frankfurt 2015) e Meseret Mengistu (2h23m26, Paris 2015).

 

Gostaste do artigo? Faz Gosto ou Partilha com os teus amigos!
Pedro Alves

Pedro Alves

O futebol sempre acompanhou a minha vida, assim como a natação e o voleibol. As tardes no Estádio do Maracanã, primeiro nas arquibancadas com o meu pai e depois com a “torcida” do Flamengo, são momentos que continuam a marcar as minhas recordações, principalmente a ver Zico a jogar. Em Portugal desde 1989, aos poucos o futebol e o voleibol perderam o seu espaço de prática, mas não de interesse (nesse aspeto o futebol é insubstituível, principalmente a seleção brasileira – como “doeu” os 1-7 da Alemanha… -, o Flamengo e o Barcelona). Se no Brasil a corrida era algo supérfluo, nos últimos anos acabou por ganhar a sua devida importância, primeiro como um hábito de saúde e bem-estar, depois como um desafio pessoal, concretamente terminar uma maratona, feito alcançado no Porto, em 2011. Com mais três no curriculum (duas em Lisboa e uma no Funchal), agora o objetivo é correr a primeira maratona internacional.

Gostou? Partilhe pelos amigos