Finalista do Australia Open 2018 correu a Maratona de Nova Iorque em 2014

A dinamarquesa Carolina Wozniacki, que vai disputar amanhã, sábado, a final do Australia Open diante da romena Simona Halep, número um do Mundo, correu a Maratona de Nova Iorque em 2014, alcançando, por exemplo, o tempo de qualificação para a Maratona de Boston.

 

A tenista dinamarquesa, uma das atletas mais acarinhadas da modalidade, correu os 42,195 km em 3h26m33Em 2014, Wozniacki participou da maratona como embaixadora do Team for Kids, um grupo de corredores que tem como intuito arrecadar meios financeiros para os programas sociais do New York Road Runners (NYRR), organizador da Maratona de Nova Iorque.

Por exemplo, este ano, a NYRR melhorou três parques públicos da cidade:

 

 

Em relação a prova, as vitórias foram para os quenianos Wilson Kipsang, com 2h10m59, e Mary Keitany, com 2h25m07, numa prova que ficou marcada com a terceira classificação da portuguesa Sara Moreira.

Na meia-final do Australia Open, Caroline Wozniacki derrotou a belga Elise Mertens por 6-3 e 7-6 (7-2), enquanto Simona Halep ultrapassou a alemã Angelique Kerber por 6-3, 4-6 e 9-7.

Gostaste do artigo? Faz Gosto ou Partilha com os teus amigos!
Pedro Alves

Pedro Alves

O futebol sempre acompanhou a minha vida, assim como a natação e o voleibol. As tardes no Estádio do Maracanã, primeiro nas arquibancadas com o meu pai e depois com a “torcida” do Flamengo, são momentos que continuam a marcar as minhas recordações, principalmente a ver Zico a jogar. Em Portugal desde 1989, aos poucos o futebol e o voleibol perderam o seu espaço de prática, mas não de interesse (nesse aspeto o futebol é insubstituível, principalmente a seleção brasileira – como “doeu” os 1-7 da Alemanha… -, o Flamengo e o Barcelona). Se no Brasil a corrida era algo supérfluo, nos últimos anos acabou por ganhar a sua devida importância, primeiro como um hábito de saúde e bem-estar, depois como um desafio pessoal, concretamente terminar uma maratona, feito alcançado no Porto, em 2011. Com mais três no curriculum (duas em Lisboa e uma no Funchal), agora o objetivo é correr a primeira maratona internacional.

Gostou? Partilhe pelos amigos