Sporting vence Taça dos Clubes Campeões Europeu de Corta-mato

Em Praia de Mira, na nova pista da região, uma das melhores a nível internacional, o Sporting conquistou a Taça dos Clubes Campeões Europeu de Corta-mato feminino pela quinta vez no seu historial.

 

Com Jessica Augusto, Sviatlana Kudzelich, Inês Monteiro, Sara Moreira, Catarina Ribeiro e Salomé Rocha, o Sporting era uma das equipas favoritas ao triunfo final, feito que alcançou, somando 22 pontos, menos nove pontos que a formação espanhola do Bilbao Atletismo Santutxo. Na terceira posição ficou a equipa turca Bursa Buyuksehir Belediye SK, que somou 55 pontos.

Em termos individuais, nota para Jéssica Augusto (20m08), segunda classificada, e Sara Moreira (20m19), quinta, duas qualificações que acabaram por ser decisivas para o triunfo final coletivo. A vencedora foi Katarzyna Rutkowska, da Polónia, com 20m07.

As atletas portuguesas não esconderam a emoção após o término da corrida, sendo visível as lágrimas de algumas, como foi o caso de Inês Monteiro e Salomé Rocha .

Top 10 da Taça dos Clubes Campeões Europeu
Top 10 da Taça dos Clubes Campeões Europeu

«Estou emocionada pelo título. O Sporting procurava este título e a aposta foi grande. A equipa esteve individualmente muito bem. Estou satisfeita com o meu quinto lugar, estou a subir de forma de semana para semana. Fui competitiva e ajudei o Sporting a conquistar o título, que era o mais importante hoje. Estou muito orgulhosa e emocionada pelo triunfo, que esteve sempre no nosso pensamento. Nunca nos foi imposto, nunca nos exigiram que era obrigatório, mas queríamos ganhar, sabíamos que tínhamos uma equipa de sonho», afirmou Sara Moreira à BolaTV. «Fui escolhida capitã da equipa e fiz questão de dizer isso as minhas companheiras, que tínhamos uma equipa de sonho. Esta foi a minha oitava participação na Taça dos Clubes Campeões Europeu e acho que nunca tive uma equipa tão forte, com um nível tão parecido. Era uma prova difícil devido a equipa espanhola e turca, ambas muito fortes, mas sabia que nós, se estivéssemos todas ao nosso melhor nível, poderíamos ganhar. Este era um dos principais objetivos da temporada, mas há mais, como o Nacional de Corta-mato, o Campeonato da Europa e a Taça dos Campeões Europeus de Pista. Penso que eu, a Jessica e a Sviatlana estamos na história do Sporting porque somos as únicas três atletas, duas portuguesas, que venceram duas taças pelo Sporting.»

Gostaste do artigo? Faz Gosto ou Partilha com os teus amigos!
Pedro Alves

Pedro Alves

O futebol sempre acompanhou a minha vida, assim como a natação e o voleibol. As tardes no Estádio do Maracanã, primeiro nas arquibancadas com o meu pai e depois com a “torcida” do Flamengo, são momentos que continuam a marcar as minhas recordações, principalmente a ver Zico a jogar. Em Portugal desde 1989, aos poucos o futebol e o voleibol perderam o seu espaço de prática, mas não de interesse (nesse aspeto o futebol é insubstituível, principalmente a seleção brasileira – como “doeu” os 1-7 da Alemanha… -, o Flamengo e o Barcelona). Se no Brasil a corrida era algo supérfluo, nos últimos anos acabou por ganhar a sua devida importância, primeiro como um hábito de saúde e bem-estar, depois como um desafio pessoal, concretamente terminar uma maratona, feito alcançado no Porto, em 2011. Com mais três no curriculum (duas em Lisboa e uma no Funchal), agora o objetivo é correr a primeira maratona internacional.

Gostou? Partilhe pelos amigos