Campeã mundial de futebol Salma Paralluelo vai disputar o Europeu de Atletismo em Pista Coberta

A espanhola Salma Paralluelo, de 15 anos, recentemente campeã mundial de futebol Sub-17, surpreendeu tudo e todos e alcançou a qualificação para o Europeu de Atletismo em Pista Coberta, em Glasgow, Escócia, entre 1 e 3 de março. Será a segunda atleta mais jovem a competir no evento.

 

A presença de Paralluelo foi confirmada esta quarta-feira por parte do selecionador espanhol de Atletismo, José Peiro, uma presença mais do que justificada após a jovem atleta ter alcançado a qualificação no passado fim-de-semana, quando correu os 400 metros em 53s83 (a sua melhor marca era 55s35), obtendo a terceira posição dos Campeonatos Nacionais de Espanha (novo recorde do país na categoria Sub-20), apenas atrás de Laura Bueno (53s08) e Aauri Lorena Bokesa (53s81), que deverão ser as suas companheiras de distância em Glasgow.

LEIA TAMBÉM
Quais os valores que os adultos passam para os mais jovens?

Aquando correr na pista escocesa, no dia 1 de março, Paralluelo terá 15 anos e 116 dias, sendo apenas superada em juventude, nas 35 edições do Europeu em Pista Coberta, pela marchadora norueguesa Kjersti Tysse, que, há 32 anos, disputou a competição com 15 anos e 4 dias.

Salma Paralluello também é apaixonada pelo futebol

Além do Atletismo, Paralluelo é uma apaixonada por futebol, com o qual conquistou, em dezembro último, no Uruguai, o recente Mundial Sub-17. A jovem atleta ainda não escolheu uma modalidade como exclusiva, o que a obriga a enormes esforços. Por exemplo, tem como hábito acordar pelas 4h30 para estudar e fazer os exercícios da escola.

«É muito duro compartilhar o futebol e o Atletismo, mas são desportos que aprecio muito. Até que eu não tenha muito claro qual o que quero para a minha vida, vou continuar a praticar os dois, já que adoro as duas modalidades», referiu à imprensa espanhola.

LEIA TAMBÉM
Domingos Castro: «Os jovens de hoje são de outro material e correr é muito duro para eles»

Ao ser convocada para Glasgow, Paralluelo vai falhar uma jornada do campeonato de futebol da II Divisão pelo seu clube, o líder Saragoça. No entanto, certamente que vai viver uma experiência única, ao correr e ao conviver com algumas das suas referências. Com apenas 15 anos…

 

Gostaste do artigo? Faz Gosto ou Partilha com os teus amigos!
Pedro Alves

Pedro Alves

O futebol sempre acompanhou a minha vida, assim como a natação e o voleibol. As tardes no Estádio do Maracanã, primeiro nas arquibancadas com o meu pai e depois com a “torcida” do Flamengo, são momentos que continuam a marcar as minhas recordações, principalmente a ver Zico a jogar. Em Portugal desde 1989, aos poucos o futebol e o voleibol perderam o seu espaço de prática, mas não de interesse (nesse aspeto o futebol é insubstituível, principalmente a seleção brasileira – como “doeu” os 1-7 da Alemanha… -, o Flamengo e o Barcelona). Se no Brasil a corrida era algo supérfluo, nos últimos anos acabou por ganhar a sua devida importância, primeiro como um hábito de saúde e bem-estar, depois como um desafio pessoal, concretamente terminar uma maratona, feito alcançado no Porto, em 2011. Com mais três no curriculum (duas em Lisboa e uma no Funchal), agora o objetivo é correr a primeira maratona internacional.

Gostou? Partilhe pelos amigos