Rui Pinto na décima colocação no Cross Itálica

O português Rui Pinto fechou o Top 10 da tradicional Cross Itálica, uma das provas mais emblemáticas do Corta-mato europeu. O vencedor foi o favorito Joshua Chepteguei.

 

Rui Pinto alcançou o décimo lugar do Cross Itálica devido ao tempo de 32m19, sendo o terceiro europeu no Top 10, apenas atrás dos espanhóis Ilias Temsamani (sexto, com o tempo de 31m39) e Adel Mechaal (nono, 32m08).

Os três lugares do pódio foram ocupados, como esperado, por africanos. Os dois primeiros foram atletas do Uganda, Joshua Chepteguei, com o registo de 30m54, Jacok Kiplimo, com apenas mais um segundo que o seu compatriota. No último lugar do pódio ficou Selemon Barega, do Quénia, com 31m01.

LEIA TAMBÉM
Sara Moreira, Inês Monteiro e Salomé Rocha em bom plano no Cross Itálica

Gostaste do artigo? Faz Gosto ou Partilha com os teus amigos!
Pedro Alves

Pedro Alves

O futebol sempre acompanhou a minha vida, assim como a natação e o voleibol. As tardes no Estádio do Maracanã, primeiro nas arquibancadas com o meu pai e depois com a “torcida” do Flamengo, são momentos que continuam a marcar as minhas recordações, principalmente a ver Zico a jogar. Em Portugal desde 1989, aos poucos o futebol e o voleibol perderam o seu espaço de prática, mas não de interesse (nesse aspeto o futebol é insubstituível, principalmente a seleção brasileira – como “doeu” os 1-7 da Alemanha… -, o Flamengo e o Barcelona). Se no Brasil a corrida era algo supérfluo, nos últimos anos acabou por ganhar a sua devida importância, primeiro como um hábito de saúde e bem-estar, depois como um desafio pessoal, concretamente terminar uma maratona, feito alcançado no Porto, em 2011. Com mais três no curriculum (duas em Lisboa e uma no Funchal), agora o objetivo é correr a primeira maratona internacional.

Gostou? Partilhe pelos amigos