Kiryu é o primeiro japonês a correr os 100 metros em menos de 10 segundos

Medalha de prata nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro e de bronze no Mundial de Londres, ambas nos 4x100m, Yoshihide Kiryu foi o primeiro japonês a correr o hectómetro em menos de 10 segundos.

 

Numa competição universitária realizada em Fukui, Kiryu, que os nipónicos já consideram “o novo Bolt”, de apenas 21 anos, correu os 100 metros em 9s98, novo recorde do Japão na distância (o anterior, de 10s00, era de Koji Ito, alcançado em 1998).

 Apesar do recorde nacional do seu país e de ser o primeiro japonês a correr o hectómetro em menos de 10 segundos, Kiryu é o segundo asiático mais rápido de todos os tempos, já que, em 2015, Femi Ogunode, do Qatar, correu a distância em 9s91 quando tinha 24 anos.

Ao superar a barreira dos 10 segundos, uma marca psicológica bastante grande para qualquer velocista dos 100 metros, Kiryu coloca-se assim como um atleta a acompanhar com algum interesse nos próximos tempos.

Recorde-se que a surpreendente medalha de prata conquistada pelo Japão no recente Mundial de Londres ficou marcada pela última prova de Usain Bolt, uma despedida que não teve um fim devido a sua lesão (leia aqui).

 

Gostaste do artigo? Faz Gosto ou Partilha com os teus amigos!
Pedro Alves

Pedro Alves

O futebol sempre acompanhou a minha vida, assim como a natação e o voleibol. As tardes no Estádio do Maracanã, primeiro nas arquibancadas com o meu pai e depois com a “torcida” do Flamengo, são momentos que continuam a marcar as minhas recordações, principalmente a ver Zico a jogar. Em Portugal desde 1989, aos poucos o futebol e o voleibol perderam o seu espaço de prática, mas não de interesse (nesse aspeto o futebol é insubstituível, principalmente a seleção brasileira – como “doeu” os 1-7 da Alemanha… -, o Flamengo e o Barcelona). Se no Brasil a corrida era algo supérfluo, nos últimos anos acabou por ganhar a sua devida importância, primeiro como um hábito de saúde e bem-estar, depois como um desafio pessoal, concretamente terminar uma maratona, feito alcançado no Porto, em 2011. Com mais três no curriculum (duas em Lisboa e uma no Funchal), agora o objetivo é correr a primeira maratona internacional.

Gostou? Partilhe pelos amigos