Wings for Life World Run cria aplicação móvel para corer fora das provas oficiais

wingsapp1

O êxito mundial da corrida Wings for Life World Run “obrigou” os organizadores a criarem uma aplicação móvel, disponível gratuitamente nas plataformas iOS e Android, a denominada “Selfie Run” (clique aqui). Deste modo, será possível, no próximo dia 8 de maio (12h00), correr a prova fora das 34 localizações oficiais. A corrida virtual começou…

 

Partilhe pelos amigos e faça um LIKE na nossa página. Obrigado!

 

As inscrições para as 34 corridas à volta do Mundo prossegue como o esperado (em Portugal a prova terá a linha de partida no Porto, como aconteceu no ano passado), mas este ano será possível correr em outros locais devido ao lançamento da “Selfie Run”.

«Em vez do Carro Meta com quatro rodas a rolar no asfalto haverá um Carro Meta virtual que também parte em perseguição dos corredores, trinta minutos após a partida», refere um comunicado.

Esta iniciativa agradou grandes nomes do desporto mundial, como campeã do Mundo de Ironman, a suíça Daniela Ryf:

«A grande vantagem desta aplicação é que mesmo estando longe de uma corrida oficial podemos fazer parte deste evento global. Tudo parece tão real porque os teus fãs estão a seguir-te nas redes sociais e o Carro Meta é como se lá estivesse. Além disso podemos ajudar a angariar receitas para esta causa, o que faz toda a diferença. Não vejo a hora de arrancar!»

Quem está satisfeita com a app é a embaixadora da Wings for Life World Run em Portugal, a apresentadora Isabel Silva, que já está a utilizar a aplicação:

«Dizer que esta aplicação é uma novidade divertida acaba por ser redutor. Esta aplicação simula o carro meta que, mais tarde ou mais cedo, nos vai apanhar. Conseguimos ter uma noção da distância que nos separa do “catcher”, assim como a que velocidade o mesmo vai. Isto dá uma outra emoção à prova. Para além disso, é um excelente apoio ao nosso treino!»

Recorde-se que a Wings for Life World Run (leia aqui mais notícias sobre a prova) foi criada em 2014 com o objetivo de angariar fundos para a Fundação Wings for Life, que tem como meta encontrar a cura para as lesões na espinal medula. Até o dia 13 de março, o preço da corrida é de 20 euros (com dorsal personalizado). O preço sobre cinco euros depois, até o dia 4 de maio. Os vencedores nacionais participarão da prova no próximo ano numa localização à sua escolha, enquanto o prémio dos vencedores globais é a participação num Campo de Treino com a duração de quatro semanas, para duas pessoas, com as despesas incluídas.

wingsapp2
FACTOS E NÚMEROS DA WINGS FOR LIFE WORLD RUN 2015

• Vencedor global masculino: Lemawork Ketema (ETH, 79,90km)
• Vencedora global feminina: Yuko Watanabe (JAP, 56,30km)
• Vencedor nacional masculino: Daniel Pinheiro (67,39km, 16º lugar da corrida global)
• Vencedora nacional feminina: Doroteia Peixoto (41,69km)
• Participantes inscritos: 101.280
• Nacionalidades: 155 países
• Participantes que terminaram a corrida: 73.360
• Participante mais velho: 94 anos – África do Sul
• Dinheiro angariado em inscrições e donativos: 4,2 milhões de euros

Gostaste do artigo? Faz Gosto ou Partilha com os teus amigos!
Pedro Alves

Pedro Alves

O futebol sempre acompanhou a minha vida, assim como a natação e o voleibol. As tardes no Estádio do Maracanã, primeiro nas arquibancadas com o meu pai e depois com a “torcida” do Flamengo, são momentos que continuam a marcar as minhas recordações, principalmente a ver Zico a jogar. Em Portugal desde 1989, aos poucos o futebol e o voleibol perderam o seu espaço de prática, mas não de interesse (nesse aspeto o futebol é insubstituível, principalmente a seleção brasileira – como “doeu” os 1-7 da Alemanha… -, o Flamengo e o Barcelona). Se no Brasil a corrida era algo supérfluo, nos últimos anos acabou por ganhar a sua devida importância, primeiro como um hábito de saúde e bem-estar, depois como um desafio pessoal, concretamente terminar uma maratona, feito alcançado no Porto, em 2011. Com mais três no curriculum (duas em Lisboa e uma no Funchal), agora o objetivo é correr a primeira maratona internacional.

Gostou? Partilhe pelos amigos