Quanto receberá o vencedor da Maratona de Berlim se alcançar o recorde do Mundo?

Os quenianos Wilson Kipsang e Eliud Kipchoge e o etíope Kenenisa Bekele receberão um cheque bastante avultado se, no domingo, superarem o recorde do Mundo na Maratona de Berlim. Saiba qual é o valor…

 

É verdade que os prémios monetários são iguais para os homens e para as mulheres na Maratona de Berlim. No entanto, dificilmente o recorde do Mundo feminino, na posse de Paula Radcliffe (2h15m25, Londres 2003), cairá, já que, neste momento, não há corredoras a correr a esse nível em termos teóricos.

Mas tal não acontece nos homens, já que Wilson Kipsang, Kenenisa Bekele e Eliud Kipchoge procurarão superar o recorde de Dennis Kimetto, que, em 2014, precisamente em Berlim, correu os 42,195 km em 2h02m57.

 

Percurso da Maratona de Berlim
Percurso da Maratona de Berlim

 

Evidentemente que os três africanos pretendem alcançar a glória desportiva no próximo domingo, mas também ambicionam o cheque de 50 mil euros extra oferecido pela organização, que distribui ainda 40 mil euros para o vencedor da prova e mais 30 mil euros para aqueles que correrem em menos de 2h04m00 (2h19m00 nas mulheres).

Vencedor da Maratona de Berlim leva no mínimo 120 mil euros para casa

Ou seja, caso haja um recorde do mundo, o vencedor da Maratona de Berlim (veja aqui o vídeo) levará para casa um cheque de 120 mil euros. No entanto, não podemos esquecer o seu prémio de participação, os prémios estabelecidos com as suas marcas, a publicidade que o seu nome irá gerar, etc.

 

O prize money da Maratona de Berlim
O prize money da Maratona de Berlim

 

Ou seja, há muito dinheiro em jogo no próximo domingo, principalmente se Wilson Kipsang, Kenenisa Bekele ou Eliud Kipchoge (veja aqui os melhores tempos na distância) conseguirem superar o recorde do Mundo. Até ao momento, nenhum dos três negou que o principal objetivo de cada um é superar o tempo de 2h02m57 de Dennis Kimetto.

A verdade é que o prémio monetário que o vencedor tem no final da corrida é um verdadeiro incentivo para cada quilómetro. Se dividirmos os 120 mil euros pelos 42,195 km da prova, cada quilómetro ultrapassado significará ao recordista mundial cerca de 2860 euros.

“Toca” a correr…

Gostaste do artigo? Faz Gosto ou Partilha com os teus amigos!
Pedro Alves

Pedro Alves

Gostou? Partilhe pelos amigos