Usain Bolt no PES 2018 é o jogador mais rápido do videojogo

Uma das novidades deste ano da edição do PES é a inclusão de Usain Bolt, que, evidentemente, é o jogador mais rápido do jogo. Mas a avaliação global do jamaicano não o deixa nada envergonhado, pelo contrário…

 

75! Este é o “rating” médio do jamaicano no videojogo PES 2018, que estará à venda dentro de poucos dias. Uma classificação geral que acaba por ser influenciada principalmente por dois requisitos: a velocidade e o poder de explosão, com Bolt a ser pontuado com 99 em 100 possíveis, algo de certo modo lógico.

A KONAMI deste modo coloca Bolt como o jogador mais rápido do videojogo, à frente de Aubameyang e Bale, por exemplo, como podemos ver na imagem abaixo.

 

Ninguém supera a velocidade de Bolt no PES 2018
Ninguém supera a velocidade de Usain Bolt no PES 2018

 

De referir que o futebolista Bolt, que atua como extremo esquerdo no PES 2018,  apenas estará disponível no modo MyClub e apenas para os jogadores que tenham reservado o videojogo ou que tenham adquirido o mesmo na data de lançamento.

 

A "ficha" de Usain Bolt no PES 2018
A “ficha” de Usain Bolt no PES 2018

 

 

Gostaste do artigo? Faz Gosto ou Partilha com os teus amigos!
Pedro Alves

Pedro Alves

O futebol sempre acompanhou a minha vida, assim como a natação e o voleibol. As tardes no Estádio do Maracanã, primeiro nas arquibancadas com o meu pai e depois com a “torcida” do Flamengo, são momentos que continuam a marcar as minhas recordações, principalmente a ver Zico a jogar. Em Portugal desde 1989, aos poucos o futebol e o voleibol perderam o seu espaço de prática, mas não de interesse (nesse aspeto o futebol é insubstituível, principalmente a seleção brasileira – como “doeu” os 1-7 da Alemanha… -, o Flamengo e o Barcelona). Se no Brasil a corrida era algo supérfluo, nos últimos anos acabou por ganhar a sua devida importância, primeiro como um hábito de saúde e bem-estar, depois como um desafio pessoal, concretamente terminar uma maratona, feito alcançado no Porto, em 2011. Com mais três no curriculum (duas em Lisboa e uma no Funchal), agora o objetivo é correr a primeira maratona internacional.

Gostou? Partilhe pelos amigos