Ultra Sky Marathon Madeira coloca o nome de Portugal no Mundo do Trail

skyrunner

Após integrar no ano passado a Skyrunner National Series Espanha, Andorra & Portugal, o que acontece novamente em 2016, a Ultra Sky Marathon Madeira (55km, 4000m D+) dá mais um passo na sua internacionalização ao ser integrada no calendário da Skyrunner World Series da ISF (Federação Internacional de Skyrunning), um motivo de orgulho para Portugal, que coloca assim o seu nome num evento que reúne alguma das principais provas do Trail mundial.

 

Partilhe pelos amigos e faça um LIKE na nossa página. Obrigado! 

 

Ao ser escolhida para integrar o calendário da Skyrunner World Series, a Ultra Sky Marathon Madeira colocará o concelho de Santana, considerado pela UNESCO como Reserva Mundial da Biosfera desde 2011, no epicentro do Trail mundial. A prova será disputada a 4 de junho, cerca de um mês após a realização da primeira etapa do circuito, concretamente com a Transvulcania Ultramarathon (7 de maio, La Palma, Espanha, 76,7 km).

As restantes provas do calendário da Skyrunner World Series são as seguintes:

10 de julho
High Trail Vanoise – 68 km (Val d’Isère – França)

4 de setembro
The Rut 50K – Big Sky (Montana – USA)

24 de setembro
Ultra Pirineu – 110 km (Bagà – Espanha)

usmmarathon

Como já referido, a Ultra Sky Marathon Madeira faz parte mais uma vez do calendário da Skyrunner National Series Spain, Andorra & Portugal, sendo novamente a única prova nacional presente.

Eis as datas:

07 de junho
Transvulcania Ultramarathon (La Palma, Espanha): 76,7 km / +4.169 m

04 de junho
Ultra SkyMarathon Madeira (Madeira, Portugal): 55 km / +4.000 m

15 de julho
Andorra Ultra Trail Vallnord Mitic (Ordino, Andorra): 112 km / +9.700 Mts

23 de julho
Buff Epic Run Ultra (Barruera-Vall de Boí, Lleida): 106 km / +7.300 m

24 de setembro
Ultra Pirineu (Bagà, Barcelona): 110 km / +6.800 m
Refira-se que a Ultra Skymarathon Madeira, além da prova principal, apresenta a Santana Sky Race (21 km, 1350 D+) e a Mini Sky Race (13 km, 400 m D+).

Gostaste do artigo? Faz Gosto ou Partilha com os teus amigos!
Pedro Alves

Pedro Alves

O futebol sempre acompanhou a minha vida, assim como a natação e o voleibol. As tardes no Estádio do Maracanã, primeiro nas arquibancadas com o meu pai e depois com a “torcida” do Flamengo, são momentos que continuam a marcar as minhas recordações, principalmente a ver Zico a jogar. Em Portugal desde 1989, aos poucos o futebol e o voleibol perderam o seu espaço de prática, mas não de interesse (nesse aspeto o futebol é insubstituível, principalmente a seleção brasileira – como “doeu” os 1-7 da Alemanha… -, o Flamengo e o Barcelona). Se no Brasil a corrida era algo supérfluo, nos últimos anos acabou por ganhar a sua devida importância, primeiro como um hábito de saúde e bem-estar, depois como um desafio pessoal, concretamente terminar uma maratona, feito alcançado no Porto, em 2011. Com mais três no curriculum (duas em Lisboa e uma no Funchal), agora o objetivo é correr a primeira maratona internacional.

Gostou? Partilhe pelos amigos