Sul-africano Wayde van Niekerk é Sub-10, Sub-20 e Sub-44 nos 100, 200 e 400 metros

Wayde van Niekerk colocou o seu nome na História após correr este sábado os 100 metros abaixo dos 10 segundos. Até hoje, foi o único atleta a alcançar tempos Sub-10, Sub-20 e Sub-44 nos 100, 200 e 400 metros, respetivamente, um registo único nas três provas mais rápidas do calendário da categoria.

 

Partilhe pelos amigos e faça um LIKE na nossa página. Obrigado! 

 

Aos 23 anos, Van Niekerk alcançou 9s98 na final do Free State Championships, que decorre em Bloemfontein. De referir que o sul-africano não corria os 100 metros desde quando era júnior.

«Wow! Finalmente realizei o meu sonho de correr os 100 metros com um tempo inferior a 10 segundos», escreveu o atleta no Instagram.

Nos 200 e 400 metros, Van Niekerk tem 19s94 e 43s48, respetivamente. Os seus três registos impressionaram, por exemplo, Michael Johnson, uma das lendas do atletismo mundial

«Sub-10, Sub-20, Sub-44. Isto é de loucos. Grandes coisas podem estar por acontecer a Dwayne.»

Segundo a Federação Internacional de Atletismo, o sul-africano irá correr os 40 metros nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em agosto, sua especialidade.

Gostaste do artigo? Faz Gosto ou Partilha com os teus amigos!
Pedro Alves

Pedro Alves

O futebol sempre acompanhou a minha vida, assim como a natação e o voleibol. As tardes no Estádio do Maracanã, primeiro nas arquibancadas com o meu pai e depois com a “torcida” do Flamengo, são momentos que continuam a marcar as minhas recordações, principalmente a ver Zico a jogar. Em Portugal desde 1989, aos poucos o futebol e o voleibol perderam o seu espaço de prática, mas não de interesse (nesse aspeto o futebol é insubstituível, principalmente a seleção brasileira – como “doeu” os 1-7 da Alemanha… -, o Flamengo e o Barcelona). Se no Brasil a corrida era algo supérfluo, nos últimos anos acabou por ganhar a sua devida importância, primeiro como um hábito de saúde e bem-estar, depois como um desafio pessoal, concretamente terminar uma maratona, feito alcançado no Porto, em 2011. Com mais três no curriculum (duas em Lisboa e uma no Funchal), agora o objetivo é correr a primeira maratona internacional.

Gostou? Partilhe pelos amigos