Criada a “Ryder Cup” do Atletismo

A Federação Europeia de Atletismo anunciou um acordo com a sua homóloga norte-americana tendo em vista um duelo entre Europa e Estados Unidos no Atletismo, como acontece no golfe, com a tradicional Ryder Cup. A primeira edição está agendada para o próximo ano.

 

A capital da Bielorrússia, Minsk, receberá a “Ryder Cup” de Atletismo nos dias 9 e 10 de setembro de 2019, precisamente duas semanas antes do início do Mundial de Doha (que terá como uma das novidades a não realização de provas matinais). O evento será realizado no estádio do Dínamo, com capacidade para receber 22.000 espectadores.

«Será o primeiro duelo Europa-USA desde 1960», revelou o presidente da Federação Europeia de Atletismo, Svein Arne Hansen, que adiantou ainda que o programa incluirá todas as disciplinas da modalidade até os 3.000 metros, com exceção dos 4×400 metros.

Os vencedores individuais das provas receberão 7000 euros, enquanto os da estafeta receberão 6000 euros.

Gostaste do artigo? Faz Gosto ou Partilha com os teus amigos!
Pedro Alves

Pedro Alves

O futebol sempre acompanhou a minha vida, assim como a natação e o voleibol. As tardes no Estádio do Maracanã, primeiro nas arquibancadas com o meu pai e depois com a “torcida” do Flamengo, são momentos que continuam a marcar as minhas recordações, principalmente a ver Zico a jogar. Em Portugal desde 1989, aos poucos o futebol e o voleibol perderam o seu espaço de prática, mas não de interesse (nesse aspeto o futebol é insubstituível, principalmente a seleção brasileira – como “doeu” os 1-7 da Alemanha… -, o Flamengo e o Barcelona). Se no Brasil a corrida era algo supérfluo, nos últimos anos acabou por ganhar a sua devida importância, primeiro como um hábito de saúde e bem-estar, depois como um desafio pessoal, concretamente terminar uma maratona, feito alcançado no Porto, em 2011. Com mais três no curriculum (duas em Lisboa e uma no Funchal), agora o objetivo é correr a primeira maratona internacional.

Gostou? Partilhe pelos amigos