Rio2016: Rudisha repete triunfo olímpico nos 800m

rudisha

O queniano David Rudisha alcançou o segundo triunfo olímpico consecutivo nos 800 metros nos Jogos do Rio de Janeiro. No entanto, se em Londres2012 registou o recorde do mundo, não o conseguiu na Cidade Maravilhosa.

 

Partilhe pelos amigos e faça um LIKE na nossa página. Obrigado!

 

 

Rudisha correu a distância em 1m42s15, cerca de dois segundos a mais que o recorde do Mundo alcançado por si em Londres2012 (1m40s91).

Nos lugares seguintes, nota para dois atletas que correram abaixo do 1m42. No segundo lugar ficou Taoufik Makhlouf, da Argélia, com 1m42s61 (recorde nacional), e, no terceiro, o norte-americano Clayton Murphy, com 1m42s93, a sua melhor marca.

Gostaste do artigo? Faz Gosto ou Partilha com os teus amigos!
Pedro Alves

Pedro Alves

O futebol sempre acompanhou a minha vida, assim como a natação e o voleibol. As tardes no Estádio do Maracanã, primeiro nas arquibancadas com o meu pai e depois com a “torcida” do Flamengo, são momentos que continuam a marcar as minhas recordações, principalmente a ver Zico a jogar. Em Portugal desde 1989, aos poucos o futebol e o voleibol perderam o seu espaço de prática, mas não de interesse (nesse aspeto o futebol é insubstituível, principalmente a seleção brasileira – como “doeu” os 1-7 da Alemanha… -, o Flamengo e o Barcelona). Se no Brasil a corrida era algo supérfluo, nos últimos anos acabou por ganhar a sua devida importância, primeiro como um hábito de saúde e bem-estar, depois como um desafio pessoal, concretamente terminar uma maratona, feito alcançado no Porto, em 2011. Com mais três no curriculum (duas em Lisboa e uma no Funchal), agora o objetivo é correr a primeira maratona internacional.

Gostou? Partilhe pelos amigos