«Parabéns pelo ouro!»; «Ouro? Não, prata.»; «Sim, ouro!»; «Não, confirme isso, por favor… Sou o campeão?»

hortelano

Um dos momentos do Europeu de Atletismo, em Amesterdão, além das três medalhas de Portugal, foi protagonizada pelo espanhol Bruno Hortelano, concretamente devido a sua invulgar entrevista, quando descobriu que tinha alcançado a medalha de ouro nos 200 metros.

 

Partilhe pelos amigos e faça um LIKE na nossa página. Obrigado!

 

A jornalista perguntou a Hortelano como ele se sentia com a medalha de ouro conquistada nos 200 metros. O espanhol estranhou, já que tinha ficado em segundo lugar. A entrevistadora pediu desculpa pelo seu colapso, já que era uma holandesa a falar castelhano, mas pouco depois confirmou que tinha sido mesmo Hortelano a ser o dono do ouro devido a desqualificação do então vencedor da prova, Churandy Martina.

Veja a curiosa, e divertida, reação do velocista do país vizinho:

https://www.youtube.com/watch?v=USs6YLwpTLA

LEIA TAMBÉM:

Portugal com medalha de ouro e bronze na Meia-maratona dos Europeus de Atletismo

Dulce Félix conquista medalha de prata nos Europeus com o seu melhor tempo pessoal nos 10 mil metros

Dulce Félix: «Sabia que não podia esperar pelos últimos dois quilómetros»

Gostaste do artigo? Faz Gosto ou Partilha com os teus amigos!
Pedro Alves

Pedro Alves

O futebol sempre acompanhou a minha vida, assim como a natação e o voleibol. As tardes no Estádio do Maracanã, primeiro nas arquibancadas com o meu pai e depois com a “torcida” do Flamengo, são momentos que continuam a marcar as minhas recordações, principalmente a ver Zico a jogar. Em Portugal desde 1989, aos poucos o futebol e o voleibol perderam o seu espaço de prática, mas não de interesse (nesse aspeto o futebol é insubstituível, principalmente a seleção brasileira – como “doeu” os 1-7 da Alemanha… -, o Flamengo e o Barcelona). Se no Brasil a corrida era algo supérfluo, nos últimos anos acabou por ganhar a sua devida importância, primeiro como um hábito de saúde e bem-estar, depois como um desafio pessoal, concretamente terminar uma maratona, feito alcançado no Porto, em 2011. Com mais três no curriculum (duas em Lisboa e uma no Funchal), agora o objetivo é correr a primeira maratona internacional.

Gostou? Partilhe pelos amigos