Meb Keflezighi distinguido com o Prémio Abebe Bikila

O norte-americano Meb Keflezighi foi o vencedor este ano do prestigiante Prémio Abebe Bikila, distinção atribuída pelo New York Road Runners, organizadores da Maratona de Nova Iorque, que será realizado este domingo.

 

Uma das distinções mais ambicionadas pelos corredores, o Prémio Abebe Bikila já distinguiu no seu historial nomes como Emil Zátopek (1979), Grete Waitz (1983), Alberto Salazar (1988), Ingrid Kristiansen (1992), Rosa Mota (1998), Stefano Baldini (2004), Paula Radcliffe (2006), Lornah Kiplagat (2008), Paul tergat (2010) e Haile Gebrselassie (20015), entre outros. O primeiro foi Ted Corbitt, em 1978, e, no ano passado, Mary Wittenberg.

Meb Keflezighi despede-se das corridas na Maratona de Nova Iorque
Meb Keflezighi despede-se das corridas na Maratona de Nova Iorque

LEIA TAMBÉM
João Laranjeiro representará Portugal no Desfile da Parada das Nações da Maratona de Nova Iorque

Após 25 Maratonas, Meb Keflezighi, de 42 anos, vai abandonar a sua carreira de desportista precisamente no domingo, correndo a sua 26.ª prova de 26,2 milhas. Vencedor da corrida em 2009 (com 2h09m15. Um atleta do país não vencia a prova desde 1982), o norte-americano tem como principais resultados a medalha de prata nos Jogos Olímpicos de Atenas, em 2004 (com 2h11m29, ficou atrás o italiano Stefano Baldini, que registou 2h10m55. A prova ficou marcada pelo ataque do ex-padre irlandês Cornelius Horan a Vanderlei Cordeiro de Lima, que liderava folgadamente a corrida, no quilómetro 35), assim como o triunfo na Maratona de Boston, em 2014, com o tempo de 2h08m37 (31 anos após o último norte-americano ter ganho a corrida), seu melhor registo pessoal.

Os impressionantes números de Meb Keflezighi

Keflezighi nasceu na Eritreia mas emigrou primeiramente para a Itália e depois para San Diego, com 12 anos, tornando-se cidadão norte-americano aos 23 anos. «Não falava uma palavra de inglês. O desporto fez com que pertencesse a algo, deu-me autoestima», afirmou.

Entretanto, no passado dia 30 de outubro, estreou o documentário «MEB: The Home Stretch», um documentário que recorda os grandes feitos da sua carreira, mas também os momentos mais complicados.

 

 

Na sua carreira, e segundo dados levantados pela ESPN, estes são os seus números:

  • Utilizou 265 sapatilhas desde que foi profissional
  • Correu cerca de 195 mil quilómetros entre treinos e provas desde 1993
  • Queimou 62500 kcal nas suas 25 Maratonas
  • 54,7% da sua vida passou a correr (23 dos seus 42 anos)
  • 2h13m31 é a sua média nas 10 Maratona de Nova Iorque que participou
  • 428833 corredores ficaram atrás de Meb Keflezighi nas 10 participações na Maratona de Nova Iorque que participou
  • 71 corredores ficaram à frente

Teve sete lesões ao longo da sua carreira

Gostaste do artigo? Faz Gosto ou Partilha com os teus amigos!
Pedro Alves

Pedro Alves

Gostou? Partilhe pelos amigos