Madeirense Luís Fernandes alcança oitavo lugar no Campeonato do Mundo de UltraSky

luisfernandes1

O madeirense Luís Fernandes alcançou um brilhante oitavo lugar no Campeonato do Mundo de UltraSky, em prova realizada em Espanha (105 km/D+ 8000). O triunfo coube ao espanhol Luis Alberto Hernando, que cumpriu o favoritismo e alcançou o bicampeonato.

 

Partilhe pelos amigos e faça um LIKE na nossa página. Obrigado!

 

Luís Fernandes comprovou mais uma vez em terras espanholas que é um dos principais corredores nacionais no Ultra Trail. Desta vez, terminou a Buff Epic Trail 105 km, prova que acolheu o Skyrunning World Championships, com um registo de fazer inveja a qualquer atleta mundial.

luisfernandes

O português correu a distância em 14h26m46, mais 01h33m04 que o espanhol Hernando, que alcançou o tempo de 12h53m42. Nas posições seguintes do pódio ficaram o britânico Andy Symonds (13h25m41) e o também espanhol Javier Ledo (13h38m04).

Hernando controlou a corrida com enorme facilidade, apesar de Symonds ter tentado impor o seu ritmo até os 50 km, situação sempre controlada pelo espanhol, que estabeleceu o recorde da prova (cerca de duas horas a menos…).

LEIA TAMBÉM:

Miguel Reis e Silva foi o melhor atleta português no Mundial Trail Skymarathon

Gostaste do artigo? Faz Gosto ou Partilha com os teus amigos!
Pedro Alves

Pedro Alves

O futebol sempre acompanhou a minha vida, assim como a natação e o voleibol. As tardes no Estádio do Maracanã, primeiro nas arquibancadas com o meu pai e depois com a “torcida” do Flamengo, são momentos que continuam a marcar as minhas recordações, principalmente a ver Zico a jogar. Em Portugal desde 1989, aos poucos o futebol e o voleibol perderam o seu espaço de prática, mas não de interesse (nesse aspeto o futebol é insubstituível, principalmente a seleção brasileira – como “doeu” os 1-7 da Alemanha… -, o Flamengo e o Barcelona). Se no Brasil a corrida era algo supérfluo, nos últimos anos acabou por ganhar a sua devida importância, primeiro como um hábito de saúde e bem-estar, depois como um desafio pessoal, concretamente terminar uma maratona, feito alcançado no Porto, em 2011. Com mais três no curriculum (duas em Lisboa e uma no Funchal), agora o objetivo é correr a primeira maratona internacional.

Gostou? Partilhe pelos amigos