Estátua de Bolt inaugurada no Estádio Nacional da Jamaica

A lenda do sprint, o jamaicano Usain Bolt, foi imortalizada numa estátua de bronze, localizada no Estádio Nacional do país. O velocista não escondeu a sua emoção na cerimónia, que contou, por exemplo, com a presença do primeiro-ministro Andrew Holness, além do escultor Basil Watson.

 

Localizada no Independence Park, em Kingston, no domingo, a estátua de Bolt é o novo ponto turístico da capital da Jamaica. O “raio” não escondeu a sua emoção com a homenagem: «Não há palavras para descrever o que estou a sentir. Como é possível? Sinto-me muito bem e estou muito honrado com esta homenagem. Nunca pensei que viveria isto. É realmente um bom sentimento.»

Bolt aproveitou ainda a ocasião para elogiar o trabalho de Watson.

A comemoração de Bolt eternizada na Jamaica
A comemoração de Bolt eternizada na Jamaica

«Gostaria de agradecer o excelente trabalho de Watson, já que conseguiu recolher muitas das minhas caraterísticas, apresentando corretamente todos os detalhes, mesmo os meus dedos do pé, que são feios

O jamaicano falou também para os mais jovens, da Jamaica e do Mundo.

LEIA TAMBÉM
Gatlin acredita que Bolt voltará a correr dentro de um ano

«Nunca imaginei que teria uma estátua no Estádio Nacional, onde tudo começou. É por isso que sempre procuro incentivar os mais novos, falar a eles que qualquer coisa é possível, não há limites.»

Recorde-se que Bolt, detentor de oito medalhas olímpicas, ainda mantém os recordes do Mundos nos 100 e 200 metros, de 9s59 e 19s19, ambos alcançados no Campeonato do Mundo de Berlim, em 2009. O “raio” abandonou as pistas no passado mês de agosto, no Mundial de Londres.

Gostaste do artigo? Faz Gosto ou Partilha com os teus amigos!
Pedro Alves

Pedro Alves

Gostou? Partilhe pelos amigos