Dulce Félix falha Maratona de Londres

Um dos grandes nomes do Atletismo nacional, Dulce Félix vai falhar a Maratona de Londres (e não só), agendada para o dia 23 de abril, devido a uma «lesão contraída na reta final da São Silvestre de Lisboa», informou o Benfica.

 

Partilhe pelos amigos e faça um LIKE na nossa página. Obrigado!

 

«O Benfica informa que a atleta Dulce Félix, na sequência da lesão contraída na reta final da São Silvestre de Lisboa e que a impediu de participar pelo Clube no Campeonato Nacional de Estrada e na Taça dos Clubes Campeões Europeus de Corta Mato, tem sido acompanhada pelo departamento médico do SL Benfica e da Federação Portuguesa de Atletismo, realizando treino de forma condicionada e descontinuada», lemos no comunicado do clube da Luz publicado no seu site.

«A atleta mantém processo de recuperação, mas não estará em condições de participar no Nacional de Corta Mato (5 de março) nem na Maratona de Londres, agendada para 23 de abril.»

Foi precisamente na Maratona de Londres que Dulce Félix alcançou o seu melhor tempo na distância, 2h25m15, em 2015, obtendo na ocasião o oitavo lugar.

Apesar da lesão, Dulce Félix vai correr a Meia-maratona de Lisboa, agendada para 19 de março, mas evidentemente sem forçar o ritmo.

Gostaste do artigo? Faz Gosto ou Partilha com os teus amigos!
Pedro Alves

Pedro Alves

O futebol sempre acompanhou a minha vida, assim como a natação e o voleibol. As tardes no Estádio do Maracanã, primeiro nas arquibancadas com o meu pai e depois com a “torcida” do Flamengo, são momentos que continuam a marcar as minhas recordações, principalmente a ver Zico a jogar. Em Portugal desde 1989, aos poucos o futebol e o voleibol perderam o seu espaço de prática, mas não de interesse (nesse aspeto o futebol é insubstituível, principalmente a seleção brasileira – como “doeu” os 1-7 da Alemanha… -, o Flamengo e o Barcelona). Se no Brasil a corrida era algo supérfluo, nos últimos anos acabou por ganhar a sua devida importância, primeiro como um hábito de saúde e bem-estar, depois como um desafio pessoal, concretamente terminar uma maratona, feito alcançado no Porto, em 2011. Com mais três no curriculum (duas em Lisboa e uma no Funchal), agora o objetivo é correr a primeira maratona internacional.

Gostou? Partilhe pelos amigos