Controlo ao doping aumentou 7,1 por cento na AMA

amacraig

O número de controlos antidopagem realizados pela Agência Mundial Antidopagem (AMA) em 2015 aumentou 7,1 por cento em relação a 2014. No total, 303.369 exames analisados, sendo 3.809 a revelarem a presença de substâncias proibidas, mais 1,26 por cento do que o registo anterior.

 

Partilhe pelos amigos e faça um LIKE na nossa página. Obrigado!

 

«É interessante constatar que o número de amostras analisadas aumentou, assim como o de resultados anómalos», admitiu o presidente da AMA, Craig Reedie.

De referir que o documento revelado pela AMA salienta que o futebol (32.362), o atletismo (30.308) e o ciclismo (22.652) são os desportos mais controlados pela entidade.

Entre as modalidades com maiores casos positivos estão o halterofilismo (2,7 por cento em 10.262 amostras), o boxe (1,8 em 4.842), o golfe (2,4 em 410) e o hipismo (2,1 em 419).

De referir no entanto que nem todos os casos que acusam doping decorram em castigos, já que muitos correspondem a Autorizações de Uso Terapêutico.

Gostaste do artigo? Faz Gosto ou Partilha com os teus amigos!
Pedro Alves

Pedro Alves

O futebol sempre acompanhou a minha vida, assim como a natação e o voleibol. As tardes no Estádio do Maracanã, primeiro nas arquibancadas com o meu pai e depois com a “torcida” do Flamengo, são momentos que continuam a marcar as minhas recordações, principalmente a ver Zico a jogar. Em Portugal desde 1989, aos poucos o futebol e o voleibol perderam o seu espaço de prática, mas não de interesse (nesse aspeto o futebol é insubstituível, principalmente a seleção brasileira – como “doeu” os 1-7 da Alemanha… -, o Flamengo e o Barcelona). Se no Brasil a corrida era algo supérfluo, nos últimos anos acabou por ganhar a sua devida importância, primeiro como um hábito de saúde e bem-estar, depois como um desafio pessoal, concretamente terminar uma maratona, feito alcançado no Porto, em 2011. Com mais três no curriculum (duas em Lisboa e uma no Funchal), agora o objetivo é correr a primeira maratona internacional.

Gostou? Partilhe pelos amigos