Revelado os principais favoritos para a Ultra Trail Vallnord 2016

andorraultratrail3

Os organizadores da Ultra Trail Vallnord 2016, evento que engloba a mítica Ronda dels Cims (170km / 13.500m D +), revelaram os principais nomes deste ano. Recorde-se que as inscrições para todas as quatro provas estão esgotadas desde maio, o que significa que teremos cerca de 2700 atletas, oriundos de 40 países, a percorrer Andorra entre 14 e 17 de julho. Inclusive muitos portugueses…

 

Partilhe pelos amigos e faça um LIKE na nossa página. Obrigado!

 

Uma das provas mais importantes do Trail Running, a Ronda dels Cims (170km / 13.500m D +) será mais uma vez bastante competitiva. No feminino, teremos por exemplo Nerea Martínez, campeã da prova em 2012 e 2015, mas também Missy Gosney, a primeira mulher, junto com Anna Frost, a superar o recorde de Nolan’s 14, prova que percorre as montanhas do Colorado. No masculino, destaque para o francês Nahuel Passerat, terceiro classificado em 2015, o japonês Kenichi Yamamoto, segundo em 2013, e o gaulês Eric Ressencourt, quarto em 2015. Nota ainda para Lluís Sanvicente, Jordi Gamito (quinto na Ultra Trail World Tour 2015) e Edu Barceló, que, em 2015, foi o vencedor da Mític (correrá pela primeira vez a prova rainha da Ultra Trail Vallnord).

Na Marató dels Cims (42,5km / 3.000m D +), referência para Nuria Picas, vencedora em 2015, mas também para Michèle Lodge, Sabrina Solana, Oihana Kortazar (bicampeã em Zegama), que faz a sua estreia na prova. No masculino, Aleix Toda é o nome mais sonante (alcançou o segundo lugar no ano passado).

 

andorraultratrail

 

Roser Español, atual campeã, também estará na linha de partida do Mític (112km / 9.700m D +), enquanto no masculino teremos Cristofer Clemente e Miquel Pin.

Na Celestrail (83km / 5.000m D +) também teremos um campeão atual, Marc Casal, que terá como rival Mickaël Paser, quinto nos 80km Mont-Blanc 2015. No feminino, destaques para Sandra Castellanas e Eva Belles, segunda e terceira colocadas em 2015, e Virginie Govignon.

VEJA ABAIXO UM RESUMO DA PROVA DO ANO PASSADO

Gostaste do artigo? Faz Gosto ou Partilha com os teus amigos!
Pedro Alves

Pedro Alves

O futebol sempre acompanhou a minha vida, assim como a natação e o voleibol. As tardes no Estádio do Maracanã, primeiro nas arquibancadas com o meu pai e depois com a “torcida” do Flamengo, são momentos que continuam a marcar as minhas recordações, principalmente a ver Zico a jogar. Em Portugal desde 1989, aos poucos o futebol e o voleibol perderam o seu espaço de prática, mas não de interesse (nesse aspeto o futebol é insubstituível, principalmente a seleção brasileira – como “doeu” os 1-7 da Alemanha… -, o Flamengo e o Barcelona). Se no Brasil a corrida era algo supérfluo, nos últimos anos acabou por ganhar a sua devida importância, primeiro como um hábito de saúde e bem-estar, depois como um desafio pessoal, concretamente terminar uma maratona, feito alcançado no Porto, em 2011. Com mais três no curriculum (duas em Lisboa e uma no Funchal), agora o objetivo é correr a primeira maratona internacional.

Gostou? Partilhe pelos amigos