Chegada de atleta vítima dos atentados da Maratona de Boston torna-se viral

rebekah

Sobrevivente dos atentados de 2013, Rebekah Gregory terminou na segunda-feira a Maratona de Boston, com uma das suas pernas amputadas devido as bombas dos irmãos Tsarnaev, num atentado terrorista ocorrido em 2013, que matou três pessoas e provocou cerca de 260 vítimas. O vídeo já é viral e está a servir de inspiração para milhões de pessoas.

 

 Ajude-nos a manter o site ativo. Faça um LIKE na nossa página. Obrigado! 

 

Após 17 operações, Rebekah Gregory perdeu definitivamente a sua perna há seis meses. A norte-americana, depois de escrever uma carta a Dzhokhar Tsarnaev ( presumível autor do atentado junto com o irmão) e de ter dado recentemente o seu depoimento no julgamento do jovem, decidiu correr a prova maior do atletismo, feito que conseguiu junto com o seu treinador, também incapacitado de uma das pernas, com o tempo de 4h18.

A sua emoção ficou demonstrada em vídeo, que, neste momento, é viral, já que serve de inspiração para milhões de pessoas. A mensagem é clara: jamais desistir! Há dois anos estava na bancada pela mãe. Ontem esteve por ela, mas também por nós.

 

https://www.youtube.com/watch?v=qxCQSPAZbwY

Gostaste do artigo? Faz Gosto ou Partilha com os teus amigos!
Pedro Alves

Pedro Alves

O futebol sempre acompanhou a minha vida, assim como a natação e o voleibol. As tardes no Estádio do Maracanã, primeiro nas arquibancadas com o meu pai e depois com a “torcida” do Flamengo, são momentos que continuam a marcar as minhas recordações, principalmente a ver Zico a jogar. Em Portugal desde 1989, aos poucos o futebol e o voleibol perderam o seu espaço de prática, mas não de interesse (nesse aspeto o futebol é insubstituível, principalmente a seleção brasileira – como “doeu” os 1-7 da Alemanha… -, o Flamengo e o Barcelona). Se no Brasil a corrida era algo supérfluo, nos últimos anos acabou por ganhar a sua devida importância, primeiro como um hábito de saúde e bem-estar, depois como um desafio pessoal, concretamente terminar uma maratona, feito alcançado no Porto, em 2011. Com mais três no curriculum (duas em Lisboa e uma no Funchal), agora o objetivo é correr a primeira maratona internacional.

Gostou? Partilhe pelos amigos