Sevilha: o agora Cavaleiro da Ordem do Império britânico Mo Farah poderá correr o Cross Internacional de Itálica

Mo Farah, de 34 anos, foi distinguido esta quarta-feira com o título de Cavaleiro da Ordem do Império britânico pelos serviços prestados ao Desporto, uma prova da sua importância para a sociedade britânica e mundial. Entretanto, os organizadores do Cross Internacional de Itálica, em Sevilha, anunciaram que o múltiplo campeão olímpico e mundial dos 5000 e 10000 metros poderá participar da prova, agendada para o dia 21 de janeiro de 2018.

 

Mo Farah, que vai atacar a estrada na nova temporada, poderá regressar ao corta-mato. Concretamente em Espanha, já correu na terra em 2005 e 2007, quando foi sexto colocado em Venta de Baños e no Cross de Amorebieta, em ambas as provas.

Recorde-se que o britânico foi campeão europeu de corta-mato em 2006, concretamente em San Giorgio su Legnano, Itália (nos Mundiais, alcançou o 11.º lugar, a sua melhor classificação de sempre, em 2007).

O Cross Internacional de Itálica é uma das principais provas do calendário europeu de corta-mato, calendário que conta com o Cross Internacional das Amendoeiras, em Albufeira. A sua primeira edição foi em 1982 e é disputada no conjunto arqueológico romano de Santiponce. No próximo ano, o evento acolherá a reunião do Comité Técnico da IAAF, que contará com o presidente da entidade, Sebastian Coe.

O Cavaleiro da Ordem do Império britânico Mo Farah

Entretanto, Mo Farah foi distinguido esta quarta-feira com o título de Cavaleiro da Ordem do Império britânico pelos serviços prestados ao Desporto. Numa cerimónia que decorreu no palácio de Buckingham e “comandada” pela Rainha Isabel II, o corredor não escondeu a sua emoção.

«Sendo alguém que veio da Somália com oito anos sem falar uma única palavra de inglês, é algo realmente incrível ser reconhecido no teu país», afirmou à imprensa.

O cavaleiro Mo Farah
O cavaleiro Mo Farah

Mo Farah revelou entretanto que a Rainha Isabel II, durante a cerimónia, perguntou se tinha deixado de correr.

«Disse que não, que iria correr a Maratona de Londres. Quero correr na estrada! Disse-me que isso era maravilhoso.»

Os jornalistas perguntaram ainda se Mo Farah fez o “mobot” à Rainha. «Seria algo demasiado mal-educado no interior do palácio de Buckingham», respondeu entre risos.

O britânico revelou também que pretende estar nos Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2020, mas apenas se alcançar bons resultados na Maratona, caso contrário dificilmente estará na capital do Japão daqui a dois anos.

«Se sou capaz de alcançar uma medalha ou estar próxima de uma, estarei em Tóquio.»

Gostaste do artigo? Faz Gosto ou Partilha com os teus amigos!
Pedro Alves

Pedro Alves

Gostou? Partilhe pelos amigos