Brasileiro supera recorde do Caminho de Santiago a correr

O brasileiro Márcio Villar é o novo recordista do Caminho de Santiago, ligação de 820 km entre Saint-Jean-Pied-de-Port, na França, e Santiago de Compostela, em Espanha. O anterior registo estava na posse do espanhol Óscar Pasarin, que, em 2016, ultrapassou este desafio em 6 dias, 14 horas e 49 minutos.

 

Correr por uma causa, concretamente pelo Projeto Juquinha, instituição localizada em Paragominas, no Pará, e que auxilia hoje mais de 130 crianças com necessidades especiais. Com risco de fechar as suas portas devido a falta de meios, Márcio Villar lançou o desafio a todos: superar o recorde do Caminho de Santiago.

«Fiz minha parte batendo o recorde mundial do Caminho de Santiago de Compostela – 820 km pelas crianças, façam a de vocês, ajudem o Projeto Juquinha, aqui seguem os dados para quem quiser contribuir», escreveu o brasileiro pouco depois de ultrapassar o desafio na sua página do Facebook. «Quero que as pessoas ajudem este projeto fantástico. Cada um seria responsável pelo custo de cada criança durante 12 meses.»

 

Os números para ajudar o Projeto Juquinha
Os números para ajudar o Projeto Juquinha

 

No total, Márcio Villar, ultramaratonista, percorreu o Caminho de Santiago em 6 dias, 11 horas e 02 minutos, ou seja, menos 3h47 do registo alcançado pelo espanhol Óscar Pasarin em 2016. Como podemos ver na imagem abaixo, o brasileiro ficou bastante emocionado com o desfecho do seu desafio, além de exausto. No último dia, por exemplo, as bolhas acabaram por ser um dos principais problemas que teve de ultrapassar, além dos quilómetros finais.

Daqui a pouco, no Fantástico, da Rede Globo, a reportagem sobre meu recorde no Caminho de Santiago de Compostela. #CasaRonaldRJ #RonaldRunBR Casa Ronald McDonald RJ Mantle #vemcomamantle #mantlebrasil #cers #arla #hydro365 #rvgestao #easymobile #estacio #marciovillaresportes #spot #juquinha #inca #casadesaudesaojoseRonald Run #B2iCom B2i Comunicação

Publicado por Iúri Totti em Domingo, 22 de Outubro de 2017

 

«Eufórico, cansado, extasiado, destruído, mas com a alma lavada e o espírito elevado», afirmou o brasileiro segundo o Blog do Iúri Totti, que acompanhou toda a aventura do ultramaratonista brasileiro. 

De referir que Márcio Villar tem vários desafios ao longo da sua carreira. Por exemplo, é dele o recorde brasileiro a correr numa passadeira, totalizando curiosamente com uma quilometragem muito próxima daquela que correu agora no Caminho de Santiago, concretamente 827 km. Márcio Villar é um exemplo para muitas pessoas no seu país, sendo por isso convidado para levar a Tocha Olímpica em 2016.

Márcio Villar foi convidado para transportar a Tocha Olímpica em 2016
Márcio Villar foi convidado para transportar a Tocha Olímpica em 2016
Gostaste do artigo? Faz Gosto ou Partilha com os teus amigos!
Pedro Alves

Pedro Alves

O futebol sempre acompanhou a minha vida, assim como a natação e o voleibol. As tardes no Estádio do Maracanã, primeiro nas arquibancadas com o meu pai e depois com a “torcida” do Flamengo, são momentos que continuam a marcar as minhas recordações, principalmente a ver Zico a jogar. Em Portugal desde 1989, aos poucos o futebol e o voleibol perderam o seu espaço de prática, mas não de interesse (nesse aspeto o futebol é insubstituível, principalmente a seleção brasileira – como “doeu” os 1-7 da Alemanha… -, o Flamengo e o Barcelona). Se no Brasil a corrida era algo supérfluo, nos últimos anos acabou por ganhar a sua devida importância, primeiro como um hábito de saúde e bem-estar, depois como um desafio pessoal, concretamente terminar uma maratona, feito alcançado no Porto, em 2011. Com mais três no curriculum (duas em Lisboa e uma no Funchal), agora o objetivo é correr a primeira maratona internacional.

Gostou? Partilhe pelos amigos