Bolt marca dois golos e coloca a bola entre as pernas de um companheiro de treino

Usain Bolt treinou no Borussia Dortmund. A sessão decorreu muito bem, já que o jamaicano marcou dois golos e colocou a bola entre as pernas de um companheiro. Suficiente para jogar futebol, como é o seu desejo?

 

Num treino presenciado por cerca de mil pessoas nas bancadas, Bolt, recordista do Mundo nos 100 e 200 metros, mostrou desenvoltura ao lado de alguns dos principais nomes do Borussia Dortmund. Oito vezes campeão olímpico e com 11 medalhas em Mundiais, o jamaicano foi bastante aplaudido sempre que tinha a bola na sua posse.

 

«Pretendo jogar num grande campeonato, não numa divisão inferior. O meu objetivo é jogar numa das melhores ligas do mundo e é por isso que estou aqui», afirmou Bolt, que aproveitou a pausa do campeonato alemão devido aos jogos internacionais das seleções para mostrar toda a sua habilidade. Refira-se que o Dortmund defronta, no dia 31 de março, o eterno rival Bayern Munique.

No treino, bastante “leve”, Bolt marcou um golo de cabeça e converteu uma grande penalidade. No entanto, a sua jogada mais admirada foi quando colocou a bola entre as pernas de um rival, finta que recebeu muitos aplausos do público.

 

Usain Bolt scores for Borussia Dortmund 😉

⚽️ Usain Bolt – he scores when we wants… 😉

Publicado por Borussia Dortmund em Sexta-feira, 23 de Março de 2018

 

Este foi o segundo treino do jamaicano no Dortmund, embora o primeiro, na quinta-feira, foi à porta fechada.
No final, o treinador da equipa germânica, Peter Stöger, falou sobre os dois treinos de Bolt.

«O importante é constatar que ele ama o futebol e entende o jogo. Mas, se Bolt pretende alcançar o primeiro nível, tem ainda muito por fazer

 

LIVE: Usain Bolt Training @ Borussia Dortmund

🔴 LIVE: Usain Bolt Training @ Borussia Dortmund

Publicado por Borussia Dortmund em Sexta-feira, 23 de Março de 2018

Gostaste do artigo? Faz Gosto ou Partilha com os teus amigos!
Pedro Alves

Pedro Alves

O futebol sempre acompanhou a minha vida, assim como a natação e o voleibol. As tardes no Estádio do Maracanã, primeiro nas arquibancadas com o meu pai e depois com a “torcida” do Flamengo, são momentos que continuam a marcar as minhas recordações, principalmente a ver Zico a jogar. Em Portugal desde 1989, aos poucos o futebol e o voleibol perderam o seu espaço de prática, mas não de interesse (nesse aspeto o futebol é insubstituível, principalmente a seleção brasileira – como “doeu” os 1-7 da Alemanha… -, o Flamengo e o Barcelona). Se no Brasil a corrida era algo supérfluo, nos últimos anos acabou por ganhar a sua devida importância, primeiro como um hábito de saúde e bem-estar, depois como um desafio pessoal, concretamente terminar uma maratona, feito alcançado no Porto, em 2011. Com mais três no curriculum (duas em Lisboa e uma no Funchal), agora o objetivo é correr a primeira maratona internacional.

Gostou? Partilhe pelos amigos