Japonês e norte-americana vencem o Badwater «Vale da Morte» 135

Considerada uma das Ultramaratonas mais difíceis do Mundo da Corrida, o japonês Wataru Lino e a norte-americana Sandra Villines foram os vencedores da Badwater 135 (217 km).

 

O nipónico terminou a prova com o tempo de 24h56, numa prova que alcançou os 50 graus durante do dia. Na classificação masculina, o italiano Marco Bonfiglio alcançou o segundo lugar, com 26h01. Na terceira posição ficou Harvey Lewis III.

Na prova feminina, vitória local, concretamente com Sandra Villines, com o registo de 34h34. Os Estados Unidos dominaram por completo o pódio, já que alcançaram o segundo e terceiros lugares com Amy Costa e Pamela Chapman-Markle, respetivamente.

Os finalistas da Badwater 135 recebem uma medalha
A medalha deste ano da Badwater 135

Badwater 135 começa a 85 metros abaixo do nível do mar

A Badwater 135 é realizada por estradas “intermináveis” da Califórnia, no denominado Vale da Morte. A corrida começa em Badwater Basin, localizado a 85 metros abaixo do nível do mar. A corrida termina na rota do cume Monte Whitney, a uma altitude de 2530 metros, também na Califórnia. A diferença de desnível positivo é de cerca de 3962 metros, enquanto o negativo chega aos 1433 metros. Os pontos nevrálgicos da prova são Furnace Creek, Townes, Panamint, Lone Pine e Owen Lake.

 

Gostaste do artigo? Faz Gosto ou Partilha com os teus amigos!
Pedro Alves

Pedro Alves

Gostou? Partilhe pelos amigos