Conheça todos os medalhados do dia 6 de agosto

rio2016e

As primeiras medalhas dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro já foram entregues. O país organizador, o Brasil, já ganhou a sua primeira, com Felipe Almeida Wu, na pistola de ar comprimido a 10 metros. Nota também para a primeira campeã olímpica argentina, Paula Pareta, no judo, na categoria -48 kg, e para os recordes do Mundo nos 100m bruços, com o britânico Adam Peaty (57s55), nos 400m estilos, com a húngara Katinka Hosszu, e nos 4x100m livres, com a Austrália.

 

Partilhe pelos amigos e faça um LIKE na nossa página. Obrigado!

 

Tiro, carabina a 10 metros (fem):
OURO: Virginia Thrasher (EUA)
PRATA: Du Li (CHN)
BRONZE: Yi Siling (CHN)

 

Ciclismo de estrada, prova de fundo (masc):
OURO: Greg Van Avermaet (BEL)
PRATA: Jakob Fuglsang (DIN)
BRONZE: Rafal Majka (POL)

 

Tiro, pistola de ar comprimido a 10 metros (masc):
OURO: Hoang Xuan Vinh (VIE)
PRATA: Felipe Almeida Wu (BRA)
BRONZE: Pang Wei (CHN)

 

Judo, -48 kg (fem):
OURO: Paula Pareta (ARG)
PRATA: Bokyeong Jeong (COR)
BRONZE: Ami Konko (JAP) e Otgontsetseg Galbadrakh (CAZ)

 

Judo, -66 kg (masc):
OURO: Beslan Mudranov (RUS)
PRATA: Yeldos Smetov (CAZ)
BRONZE Naohisa Takato (JAP) Diyorbek Usozboev (UZB)

 

Tiro com arco, equipas masculinas:
OURO: Coreia do Sul
PRATA: Estados Unidos
BRONZE: Austrália

 

Espada (fem):
OURO: Emese Szasz (HUN)
PRATA: Rosella Fiamingo (ITA)
BRONZE: Sun Yiwen (CHI)

 

Levantamento do peso, -48 kg (fem):
OURO: Sopita Tanasan (THA)
PRATA: Sri Wahyuni (INA)
BRONZE: Hiromi Miyake (JPN)

 

Natação, 400m estilos (masc):
OURO: Kosuke Hagino (JAP)
PRATA: Chase Kalisz (EUA)
BRONZE: Daiya Seto (JAP)

 

Natação, 400m livres (masc):
OURO: Mack Horton (AUS)
PRATA: Sun Yang (CHI)
BRONZE: Gabrielle Detti (ITA)

 

Natação, 400m estilos (fem):
OURO: Katinka Hosszu (HUN)
PRATA: Maya Dirado (EUA)
BRONZE: Mireia Belmonte (ESP)

 

Natação, 4x100m livres (fem):
OURO: Austrália
PRATA: Estados Unidos
BRONZE: Canadá

Gostaste do artigo? Faz Gosto ou Partilha com os teus amigos!
Pedro Alves

Pedro Alves

O futebol sempre acompanhou a minha vida, assim como a natação e o voleibol. As tardes no Estádio do Maracanã, primeiro nas arquibancadas com o meu pai e depois com a “torcida” do Flamengo, são momentos que continuam a marcar as minhas recordações, principalmente a ver Zico a jogar. Em Portugal desde 1989, aos poucos o futebol e o voleibol perderam o seu espaço de prática, mas não de interesse (nesse aspeto o futebol é insubstituível, principalmente a seleção brasileira – como “doeu” os 1-7 da Alemanha… -, o Flamengo e o Barcelona). Se no Brasil a corrida era algo supérfluo, nos últimos anos acabou por ganhar a sua devida importância, primeiro como um hábito de saúde e bem-estar, depois como um desafio pessoal, concretamente terminar uma maratona, feito alcançado no Porto, em 2011. Com mais três no curriculum (duas em Lisboa e uma no Funchal), agora o objetivo é correr a primeira maratona internacional.

Gostou? Partilhe pelos amigos