Andorra Ultra Trail Vallnord com nova prova para fazer em conjunto por homem e mulher

andorraultra

A Eufòria é o “bebé” mais novo do calendário da Andorra Ultra Trail Vallnord, evento que reúne, por exemplo, a emblemática Ronda dels Cims. No total, 233 quilómetros e 20 mil metros de desnível positivo para fazer por um casal. Tudo acontecerá a 5 de julho de 2017.

 

Partilhe pelos amigos e faça um LIKE na nossa página. Obrigado!

 

As inscrições para a Eufòria estarão abertas em novembro, mas nem todos podem se inscrever, revela os organizadores da prova.

«Eufòria está reservada a todos os que estão especialmente motivados e preparados para suportar grandes esforços e que possuem uma grande força mental. A prova procurará transmitir um estado emocional absolutamente excecional, já que pretende oferecer sensações intensas de bem-estar, felicidade e entusiasmo», refere o diretor do Andorra Ultra Trail Vallnord, Gerard Martínez.

A Eufòria dever ser realizada por um homem e uma mulher e não terá marcações, com a dupla a ter de percorrer as indicações do mapa fornecido pela organização, sendo obrigada a passar por pontos específicos. A prova terá quatro abastecimentos (Coma de Arcalís, Margineda, Pas de la Casa e Cortals de Encamp). De referir que cada equipa levará um GPS para a organização controlar os movimentos do casal, por motivos de segurança.

O percurso passará por pontos míticos de Andorra, como Pic de Font Blanca, Pic del Comapedrosa, Pic de la Portelleta e Coll de Arenas.

«No total, o percurso conta com cinco picos com mais de 2.900 metros de altura, quatro entre os 2.800 e os 2.900m e 39 entre os 2.500 e 2.800m», refere a organização, que salienta que o track é bastante técnico, «sem perigo de caídas ao vazio».

Recorde-se que a Andorra Ultra Trail Vallnord, além da agora Eufòria, apresenta a referida Ronda dels Cims (170 km/ 13.500 D +), Mític (112 km/ 9.700 m D + ), Celestrail (83 km/ 5.000 m D +), Marató dels Cims (42,5 km/ 3.000 m D +) e Solidaritrail (10 km/750 m D +).

 

Gostaste do artigo? Faz Gosto ou Partilha com os teus amigos!
Pedro Alves

Pedro Alves

O futebol sempre acompanhou a minha vida, assim como a natação e o voleibol. As tardes no Estádio do Maracanã, primeiro nas arquibancadas com o meu pai e depois com a “torcida” do Flamengo, são momentos que continuam a marcar as minhas recordações, principalmente a ver Zico a jogar. Em Portugal desde 1989, aos poucos o futebol e o voleibol perderam o seu espaço de prática, mas não de interesse (nesse aspeto o futebol é insubstituível, principalmente a seleção brasileira – como “doeu” os 1-7 da Alemanha… -, o Flamengo e o Barcelona). Se no Brasil a corrida era algo supérfluo, nos últimos anos acabou por ganhar a sua devida importância, primeiro como um hábito de saúde e bem-estar, depois como um desafio pessoal, concretamente terminar uma maratona, feito alcançado no Porto, em 2011. Com mais três no curriculum (duas em Lisboa e uma no Funchal), agora o objetivo é correr a primeira maratona internacional.

Gostou? Partilhe pelos amigos