Superar o recorde pessoal no ápice da nossa forma física

Um dos erros mais frequentes do corredor anónimo é a sua estrutura de treino, treinar sem ter a noção de quando atingirá o pico da sua forma. Este assunto é essencial na nossa perfomance, pois só assim conseguiremos alcançar o tempo que ambicionamos no início dos trabalhos. O especialista Belino Coelho, diretor técnico da Elite Assessoria Esportiva, do Brasil, responsável pelo treino e orientação de mais de 150 atletas, inclusive no estrangeiro, aborda hoje sobre o «Ápice da Forma Física».

 

Partilhe pelos amigos e faça um LIKE na nossa página. Obrigado! 

 

«Treinar sem estabelecer um objetivo é não dar direção ao seu treinamento, é não sentir o êxtase que o ápice promove»

O ápice da forma física nada mais é do que você estar na sua melhor condição física, tanto a nível técnico como mental, para enfrentar a sua prova ou ciclo competitivo no seu melhor potencial de rendimento. O objetivo é proporcionar melhoras do tempo na distância pretendida ou simplesmente torná-lo campeão daquela competição em questão.

Dentro da periodização do treinamento, o ápice é planejado para acontecer no período competitivo (fase destinadas as principais competições). Para que isso aconteça sem falhas, é necessário que o treinamento siga uma direção, ou seja, esteja alinhado ao seu objetivo, caso contrário você não atingirá o ápice ou poderá atingi-lo antes do período (objetivo) determinado.

Sendo assim, o que é necessário fazer para se chegar ao ápice? Quais os sintomas que indicam o ápice? O que acontece depois do ápice?

Para se atingir o ápice é necessário:

• Que o treinamento esteja alinhado com o seu objetivo;
• Que a sequência do treinamento não seja interrompida, caso contrario é preciso avaliar o tempo que falta até o objetivo e, caso haja necessidade, o planejamento de treino tem que ser alterado ou, em último caso, muda-se o objetivo;
• Que o volume de treino diminua à medida do crescimento da intensidade com o aproximação do objetivo estabelecido.

Os sintomas de que você está se aproximando ou que você chegou ao seu ápice são:

• Facilidade ou sensação de que os treinos estão cada vez mais fáceis;
• Os seus treinos, em relação a tempo, estão ficando cada vez melhores;
• Muita disposição, muita vontade ou, resumidamente, muita sede de participar e correr forte as competições;
• Aumento da motivação para treinos e competições;

Fique atento se perceber os sintomas abaixo. Infelizmente, eles podem revelar que você passou do seu ápice:

• Dificuldade e muito esforço para fazer os treinos mais intensos;
• Processo de recuperação mais demorado resultando em sensação de mais cansaço;
• Perda ou diminuição da vontade de treinar e competir;
• Queda da imunidade com aparecimento de algumas doenças, tais como gripe, resfriados, etc.

Se você percebeu que está com esses sintomas converse imediatamente com o seu treinador para que esse estude uma forma de reverter a situação, Às vezes, dependendo do caso, será necessário abortar o objetivo e priorizar o descanso passivo e/ou ativo até a completa recuperação.

Agora, se você já gozou ou já passou do seu ápice, é hora de descansar. Nesse momento é importante dar prioridade a recuperação, realizando somente treinos de baixo volume e intensidade, evitando ao máximo a participação em competições nesse período. Essa fase dentro do treinamento é chamada de “Período de Transição” e realizar treinos intensos ou competições dentro desse ciclo, além do elevado grau de sofrimento que o atleta estará exposto (ele terá a sensação de estar mais pesado, sem força e resistência), causará que o desempenho seja muito abaixo da média e o risco de lesão só aumentará.

 

  1. Este texto é escrito em português do Brasil
  2. Contatos:
    Mailbelino.coelho@eliteesportiva.com.br
    Telefone: +55 11 5518-3409
Gostaste do artigo? Faz Gosto ou Partilha com os teus amigos!
Pedro Alves

Pedro Alves

Gostou? Partilhe pelos amigos