Plano de reforço muscular para a Corrida

Ana Saloio, do Fitness Hut, disponibiliza um plano de treino tendo em vista vários objetivos, como a melhoria da nossa performance na corrida, o emagrecimento ou a definição muscular. Mas este plano da personal trainer tem outro dom, já que serve de prevenção de lesões, fruto da sua extraordinária combinação de exercícios, bastante global.

 

«Combinado com outras atividades, como a caminhada ao ar livre, a corrida ou a natação, por exemplo, o atleta conseguirá deixar o seu corpo e a mente em perfeita harmonia», afirma Ana Saloio à revista 100% Corrida, que disponibiliza o plano de treino elaborado pela personal trainer.

O treino da profissional do Fitness Hut tem a duração de cerca de 40 minutos e deve ser realizado, idealmente, três vezes por semana, pois só assim teremos resultados efetivos, já que apenas com a regularidade o nosso corpo retira todo o proveito do nosso esforço.

Plano que evita possíveis lesões

De salientar que, segundo Ana Saloio, o treino foi elaborado para que trabalhemos todas as partes do corpo, ou seja, com a sua inclusão no nosso plano de treinos da corrida, estamos a fazer o necessário reforço muscular, essencial para a progressão das nossas performances mas, principalmente, para que não sejamos surpreendidos por possíveis lesões, que farão com que estejamos algum tempo parados.

«É possível obter um trabalho equilibrado de todos os principais grupos musculares, contribuindo para algum aumento de massa muscular e tonificação. No entanto, esses resultados só serão visíveis com uma alimentação cuidada», refere Ana Saloio.

Clique na imagem para ter acesso ao plano de reforço muscular
Clique na imagem para ter acesso ao plano de reforço muscular
Gostaste do artigo? Faz Gosto ou Partilha com os teus amigos!
Pedro Alves

Pedro Alves

O futebol sempre acompanhou a minha vida, assim como a natação e o voleibol. As tardes no Estádio do Maracanã, primeiro nas arquibancadas com o meu pai e depois com a “torcida” do Flamengo, são momentos que continuam a marcar as minhas recordações, principalmente a ver Zico a jogar. Em Portugal desde 1989, aos poucos o futebol e o voleibol perderam o seu espaço de prática, mas não de interesse (nesse aspeto o futebol é insubstituível, principalmente a seleção brasileira – como “doeu” os 1-7 da Alemanha… -, o Flamengo e o Barcelona). Se no Brasil a corrida era algo supérfluo, nos últimos anos acabou por ganhar a sua devida importância, primeiro como um hábito de saúde e bem-estar, depois como um desafio pessoal, concretamente terminar uma maratona, feito alcançado no Porto, em 2011. Com mais três no curriculum (duas em Lisboa e uma no Funchal), agora o objetivo é correr a primeira maratona internacional.

Gostou? Partilhe pelos amigos