Cuidado, alongar provoca lesões…

O Master EXS Hugo Rosa (exs.com.pt) defende que a mentalidade sobre «o que é realmente um Alongamento» deve obrigatoriamente ser alterada, já que, em muitos casos, tem o dom de não prevenir, mas provocar lesões, principalmente o Alongamento Passivo Estático.

 

Partilhe pelos amigos e faça um LIKE na nossa página. Obrigado!

 

Pode dar exemplos?
Por exemplo, num estudo de revisão efetuado por Lauresen e Col (2013) a 26.500 participantes, verificou-se perentoriamente que o alongamento não foi efetivo na prevenção de lesão no desporto.
Na realidade, o Alongamento Passivo Estático provoca uma inibição muscular aferente até 24h00, defendem Haddad e Col (2013).

O que está a defender é que não devemos fazer alongamentos antes e depois dos exercícios?…
O que não devemos fazer de todo é Alongamentos Passivos Estáticos, devemos optar por uma ativação muscular baixa/moderada dos músculos envolvidos na atividade da corrida. Por exemplo, alguns exercícios de mobilidade e de força que permitem explorar os planos de movimentos envolvidos na passada da corrida são os seguintes:

Flexores e Extensores da anca
Flexores e extensores do joelho
Flexores e extensores do tornozelo
Rotadores da coluna
Flexores e extensores da coluna (cervical, torácica e lombar)

Atualmente existe uma nova e clara interpretação do que é Alongamento e o que se deve fazer. O Treino de Força promove a mobilidade articular e as deformações plásticas necessárias para melhorar a performance desportiva e evitar lesões crónicas e agudas, não devendo ser efetuado portanto o Alongamento Passivo Estático.
Atualmente este é um ponto crítico, um erro de interpretação que muito se discute.

E quais são os efeitos nefastos do Alongamento Passivo Estático?
Promove a perda de força e aumenta a propensão a lesão, quer antes ou após o treino. A mentalidade tem de ser toda alterada sobre o que é realmente um alongamento.

Ou seja, as lesões são mais frequentes para quem faz Alongamento Passivo Estático?
Não podemos fazer uma ligação direta, mas podemos concluir o seguinte: quem faz Alongamento Passivo Estático tem uma maior prevalência na perda de capacidade contráctil e aumenta a prevalência à lesão.

Mas há algum estudo científico que comprove que a falta de alongamentos é sinónimo de lesões?
Não existe, mas posso citar um artigo de opinião, «Paradigma Inflexível», efetuado por João Moscão, de 2013. Um excelente artigo que demostra através da revisão de mais de 40 artigos que o Alongamento é ineficaz na obtenção de melhorias propostas, quer crónicas quer agudas. Propõe também uma nova abordagem ao alongamento, dando uma maior ênfase ao treino de mobilidade.

 

LEIA TAMBÉM:

Alongamento Passivo Estático ou Alongamento Ativo, eis a questão…

Gostaste do artigo? Faz Gosto ou Partilha com os teus amigos!
Pedro Alves

Pedro Alves

Gostou? Partilhe pelos amigos