Vera Nunes: «A estratégia foi ir atrás do António Sousa, para me proteger do vento»

vera1

Vera Nunes foi a grande vencedora da prova portuguesa da Wings for Life World Run. No entanto, a surpresa aconteceu quando foi revelado a sua qualificação em termos mundiais: terceira colocada. A corredora recorda agora a prova, em duas partes (a segunda será publicada ainda hoje).

 

Partilhe pelos amigos e faça um LIKE na nossa página. Obrigado!

 

Alcançou recentemente um segundo lugar na Maratona de Milão e agora foi a terceira melhor atleta do Mundo na Wings for Life World Run. A vida corre-lhe definitivamente bem…
A nível desportivo este ano tem sido muito positivo. Mas a verdade é que estes resultados são fruto de muito treino.

Correu pela primeira vez a Wings for Life World Run? Porque decidiu participar da prova?
O meu treinador, António Sousa, foi o grande responsável por ter participado na prova. Desde a primeira edição que ele pede para eu participar. Confesso que, quando me inscrevi, em dezembro último, pensei que a minha inscrição não seria mais do que um donativo, uma vez que não sabia como estaria um mês depois de fazer uma Maratona.

Como foi a preparação para a prova?
A preparação para a Wings for Life Run foi basicamente aproveitar os quilómetros acumulados dos treinos para a Maratona. Inicialmente tivemos o cuidado de recuperar e só depois rolar a um ritmo próximo do que desejava fazer no dia da prova.

Qual a sua opinião sobre a Wings for Life World Run em relação ao conceito?
É uma prova realmente diferente. Por norma corremos mais rápidos para corrermos o menos tempo possível numa determinada distância. Aqui corremos o mais rápido para correr mais tempo e alcançarmos uma maior distância. A Wings for Life World Run é mais do que uma prova, é uma festa onde pessoas de todo mundo se juntam em prol de uma causa, ajudar os outros. Eu considero que todos os esforços que se faz para descobrir alguma coisa que melhore a qualidade de vida de alguém é mesmo muito importante.

vera3

Qual a importância de termos provas deste tipo, “diferentes”?
A verdade é que temos tido várias provas neste sentido e sempre com muita adesão. É positivo sermos solidários a fazer o que gostamos, é ótimo.

E em termos de organização? Ficou surpresa com alguma coisa?
Um evento destes não é nada fácil de organizar, mas eles conseguiram fazê-lo de uma forma fantástica, sempre a impulsionar a festa e a motivar quem corria.

Esperava alcançar este resultado? Qual era o seu objetivo inicial?
Nunca pensei correr tantos quilómetros. Inicialmente, o objetivo era tentar ganhar em Portugal, mas sem qualquer ideia da classificação a nível mundial.

Qual foi a estratégia para a prova?
A estratégia foi ir atrás do Sousa, para me proteger do vento. Ainda fizemos mais de 38 km juntos. Acabei por o atrasar um bocado em relação ao grupo da frente. Foi uma boa estratégia para mim, não tão boa para ele…

LEIA TAMBÉM:

Portugal termina na sétima posição geral da Wings for Life World Run

Portuguesa Vera Nunes conquista o terceiro melhor tempo mundial da Wings for Life World Run

Gostaste do artigo? Faz Gosto ou Partilha com os teus amigos!
Pedro Alves

Pedro Alves

O futebol sempre acompanhou a minha vida, assim como a natação e o voleibol. As tardes no Estádio do Maracanã, primeiro nas arquibancadas com o meu pai e depois com a “torcida” do Flamengo, são momentos que continuam a marcar as minhas recordações, principalmente a ver Zico a jogar. Em Portugal desde 1989, aos poucos o futebol e o voleibol perderam o seu espaço de prática, mas não de interesse (nesse aspeto o futebol é insubstituível, principalmente a seleção brasileira – como “doeu” os 1-7 da Alemanha… -, o Flamengo e o Barcelona). Se no Brasil a corrida era algo supérfluo, nos últimos anos acabou por ganhar a sua devida importância, primeiro como um hábito de saúde e bem-estar, depois como um desafio pessoal, concretamente terminar uma maratona, feito alcançado no Porto, em 2011. Com mais três no curriculum (duas em Lisboa e uma no Funchal), agora o objetivo é correr a primeira maratona internacional.

Gostou? Partilhe pelos amigos