Inês Henriques: «Na primeira parte da minha preparação, realizo quase exclusivamente corrida»

Como aconteceu no ano passado, Inês Henriques alcançou o segundo lugar nos 20 km Almeirim. A marchadora, recordista mundial (4h05m56) e campeã do Mundo nos 50 km, revela que, no início da preparação para a temporada, costuma recorrer a corrida como complemento aos seus treinos.

 

Porque correr os 20 km Almeirim?
Eu sou uma presença habitual nos 20 km de Almeirim, uma vez que, na primeira parte da minha preparação, realizo quase exclusivamente corrida e só depois de um mês é que começo a introduzir a marcha, de forma gradual. Sinto a necessidade de ter objetivos competitivos e também de testar o corpo.

E como surgiu o convite?
Não foi propriamente um convite, eu é que me fiz de convidada.

Ficou surpresa com o seu resultado?
Em relação ao resultado, o segundo lugar é bom, mas é igual a posição do ano anterior. Contava no entanto fazer um melhor tempo.

Ou seja, a ideia era alcançar o Top 3 da prova?
Fundamentalmente, a minha intenção era divertir-me e fazer o meu melhor. Ficar no pódio é sempre bom.

 

LEIA TAMBÉM
Inês Henriques, dos 50 km marcha de Londres para os 20 km de Almeirim

 

O que mais gostou da corrida?
A boa organização, o apoio fantástico do público e também o incentivo e a interajuda dos participantes.

 

O que poderia falar do percurso?
Eu gosto muito da parte inicial e final, pelo apoio do público local. O restante circuito é agradável, com alguma sombra e com um pouco de subidas, mas nada de significativo. Também é interessante passar a ponte sobre o rio Tejo.

Costuma fazer este tipo de provas?
Tenho por hábito participar do Torneio das Freguesias de Rio Maior e terminar a preparação inicial com os 20 km de Almeirim. Em novembro concentro-me mais na marcha, mas sempre tendo a corrida como complemento ao meu treino. As corridas servem de preparação para os restantes objetivos da temporada e também para divertir-me sem grande responsabilidade.

Inês Henriques vê semelhanças e diferenças entre a corrida e a marcha

Mas, concretamente, o que as corridas trazem à sua preparação para a Marcha?
Essencialmente, servem de base.

Sendo marchadora, como se prepara para uma prova como esta? Ou, durante a sua preparação, há “tiros longos” como este?
Não realizo nenhuma preparação específica. É só à base de corrida contínua. Em alguns dias realizo os últimos quilómetros um pouco mais rápidos, para estimular.

Correr 20 km é menos desgastante do que fazer os 50 km marcha?
Sem dúvida! Na marcha temos os aspetos técnicos e 20 km a correr não tem nada a ver com os 50 km a marchar.

Diferenças e semelhanças entre as duas disciplinas?
A modalidade é a mesma, o Atletismo, as disciplinas são diferentes. Ambas requerem uma grande dedicação na preparação e muita disciplina. A marcha acrescenta os aspetos técnicos que nunca podemos facilitar para posteriormente não sermos surpreendidos com faltas e desclassificações.

Gostaste do artigo? Faz Gosto ou Partilha com os teus amigos!
Pedro Alves

Pedro Alves

Gostou? Partilhe pelos amigos