A probabilidade de desistir em Ronda dels Cims é grande para Pedro Conde

Quem corre sabe o quanto custa abandonar uma prova, após meses de treino. Pedro Conde encarou a dura realidade com uma frieza exemplar, já que desistir em Ronda dels Cims (170 km) é normal para o português.

 

Como foi lidar com a desistência?
Não foi nada de complicado. Tive a noção de que tinha dado e tentado tudo. Mas, quando o estado de exaustão é tão grande e o corpo já não admite comida nem bebida, sabemos que o bom senso manda parar, até porque tenho de desfrutar das provas. Andar moribundo em prova não faz sentido nesta fase da minha vida e nada tenho a provar.
Obviamente que fiquei triste, pois gosto de concluir os desafios, e este ainda mais por razões pessoais.

Desistir em Ronda dels Cims é normal para Pedro Conde
Mesmo frustrado por desistir, Pedro Conde não fez um drama

Quando teve consciência de que iria desistir? Parou imediatamente ou ainda tentou adiar o inevitável?
Sim, entre o segundo e terceiro pontos de controlo, no km 40. Tive a consciência de que seria impossível continuar. Ainda tentei iniciar a subida a Comapedrosa, mas já não foi possível!

Que lições retira desta desistência?
Sem dúvida que o treino planeado é fundamental. Nesta altura pergunto se, perante as dificuldades que tive na preparação, não deveria ter alterado a inscrição para uma distância mais curta. Fica a interrogação!

Desistir em Ronda dels Cims é natural 

Vai regressar a Andorra?
Sim, sem dúvida, não sei se já para o ano, mas sei que quero terminar esta prova!

Poderia dar 10 conselhos para lidar com a frustração da desistência?
Não são precisos 10 conselhos. Todos somos diferentes e reagimos de maneira diferente com a desistência. Mas acho que devemos ter em conta alguns aspetos, que são os seguintes:

  • Somos nós que nos inscrevemos nas provas, não estamos lá obrigados
  • Assumir que a probabilidade de desistir, principalmente nesta distância, é grande por vários fatores e que existem coisas mais importantes do que uma prova ou uma desistência numa corrida!
  • Podemos voltar a tentar no futuro e até mais fortes
  • Analisar se existiram erros e corrigir
  • Esquecer, voltar aos treinos e pensar no próximo desafio
Gostaste do artigo? Faz Gosto ou Partilha com os teus amigos!
Pedro Alves

Pedro Alves

Gostou? Partilhe pelos amigos