A família Ultra Mirage pronta para a primeira Ultra-maratona na Tunísia

Carla André, no segundo dia  d´«A Semana “Eu já fui feliz aqui”», vive um momento bastante especial com todos os participantes da Ultra Mirage, a primeira Ultra-maratona realizada na Tunísia. A portuguesa fica encantada com a paixão de todos pelo evento em si.

 

Ao aterrar na Tunísia (Tunis) deparo-me com uma enorme família, tanto de organizadores como também de um enorme grupo de tunisinos que iriam viver a primeira Ultra-maratona no país! Sim, seria a primeira ultramaratona do país! Para além deles, os restantes países presentes, outros amantes do deserto que eu já conhecia (é uma espécie de ‘religião com seguidores!’). Uma comunidade que de imediato se fundiu e se tornou na família Ultra Mirage!

O briefing, bem como a entrega dos dorsais, foram efetuados no aeroporto de Tunis, em espaço reservado para nós, para garantir que, quando aterrássemos, o descanso fosse prioridade. Linhas de “check in” exclusivas para o voo interno que nos levaria a Tozeur, as revistas do avião tinham páginas dedicadas à prova, o aeroporto respirava a aventura Ultra Mirage. Foi espetacular, era uma festa para este país, com uma coragem enorme e louvável para virar uma página!

 

LEIA TAMBÉM
Ultra Mirage: uma aventura de 100 km pelo Saara tunisino

 

Três dias antes da prova ocorreram chuvas torrenciais que inundaram parte do percurso e obrigaram a alteração do mesmo!  Foi excepcional a forma como, em dois dias, a organização teve de reformular algo em que trabalharam durante meses. E fazer tudo na perfeição!

Coração rebelde aterra em Tozeur, partida do aeroporto em Jipes 4×4 já identificados com a prova. E a adrenalina começou…. ‘Aterrar’ no hotel, jantar leve, descansar e, de manhã, pelas 6h00, começar a aventura! Escusado será dizer que todo o hotel respirava também Ultra Mirage…

Partida da Ultra Mirage nos locais das filmagens do filme «Guerra das Esterlas»

A partida da prova foi no local onde foram realizadas as filmagens do filme “Guerra das Estrelas”, Nefta!  A viagem do hotel para lá foi presenteada com um nascer do sol lindo, igual àquele que Deus pintou para mim no dia em que me apaixonei pelo deserto, num Saara que fica do outro lado deste enorme continente, há uns dois anos (leia aqui).

 

O sempre incrível nascer do Sol do Saara
O sempre incrível nascer do Sol do Saara

 

Lá encontramos um aparato de TV, rádios, etc. E muita emoção! Seria a primeira ultramaratona na Tunísia, uma emoção que vivi com toda esta família Ultra Mirage! Grupos de tunisinos que planeavam correr todos juntos em família, uma intenção linda, um espírito, uma simplicidade, uma amizade como nunca vi em nenhum cantinho deste mundo que o caminho já me permitiu conhecer. Sentia o bater do coração dos que, pela primeira vez, cruzariam tamanha distância. Levo na memória aqueles sorrisos de criança, aquele nervosinho miudinho, aqueles abraços tão sentidos, aquela fé!

Gostaste do artigo? Faz Gosto ou Partilha com os teus amigos!
Pedro Alves

Pedro Alves

Gostou? Partilhe pelos amigos