Ines Jordão estreou no Trail tendo em vista o Europeu Spartan Race

Inês Jordão correu pela primeira vez uma prova de Trail, concretamente a Ultra Trail Villars60, prova inserida no Montreux Trail Festival. No total, 60 km, com D+ 4.000m. A corrida serviu de preparação para o Europeu Spartan Race, a 16 de setembro, em Andorra.

Partida: Villards, pelas 8h30.

Recordo-me de estar ladeada por amigos, como Tyna Valada, Goreti Silva e André Reis, e por outros atletas de várias nacionalidades. A escassos metros estava, por exemplo, Gediminas Grinius, número um do UTWT Men’s ranking de 2016…

Sentia-me absorta naquele ambiente mágico.

Começou a contagem decrescente, ativei a rota no meu Garmin e parti. Simplesmente segui o meu instinto, sem me preocupar de sobremaneira com a enormidade do desafio que iria enfrentar.

Senti-me bem durante os 26 km iniciais, de Grand Chamossaire a La Berneuse. Ainda que com algumas descidas sinuosas e técnicas, era uma distância que estava habituada a fazer. Porém, como o Diego Pazos havia alertado no briefing do dia anterior, as dificuldades agravar-se-iam ao quilómetro 25, pela exigência de alguns single-tracks, aos quais acrescentaria a fadiga acumulada e a temperaturas mais elevadas, com o Sol do meio-dia até meio da tarde.

Mas a verdade é que, ao longo do percurso, doeram-me as maçãs do rosto de tanto sorrir. Tentei manter sempre uma atitude positiva ao longo da corrida, mesmo nos momentos mais difíceis, em que as pernas teimavam em não responder por o meu corpo estar quase em hipertermia (temperatura corporal elevada).

Inês Jordão viveu no Trail um processo de aprendizagem

Foi um processo de aprendizagem a todos os níveis, passando pela regulação da temperatura corporal (molhei o meu buff cap em água gelada para humedecer a cabeça), combate à desidratação (abastecendo os meus soft flasks e, sempre que tal não fosse possível, hidratando-me com água de nascentes), controlo da fadiga muscular e mental (tentando manter sempre uma atitude positiva) e escolha de alimentos (experimentando outros alimentos disponíveis nos postos de abastecimento).

Por fim, e contrariamente ao que eu pensava, após a última subida em Rochers de Naye, desci com relativa facilidade até Montreux. No momento da chegada senti uma enorme felicidade, tinha superado o desafio a que me havia proposto. Alcancei a nona classificação feminina senior, 14.ª da geral, com hora de chegada às 18h54.

 

Inês Jordão nas montanhas suíças
Inês Jordão realizou o seu primeiro trail nas montanhas suíças

 

Fui equipada com a minha camisola MRT Berg Outdoor, manguitos, calções longos de compressão, caneleiras e meias de compressão, luvas, buff cap, bastões, sapatilhas de trail e mochila, onde levei o seguinte material: dois flasks de 500ml, barras Paleo Concept Bar, da GoldNutrition, telemóvel, copo, frontal e acessório para carregar pilhas, manta sobrevivência, apito, banda elástica e impermeável com capuz.

Tinha amigos e colegas de equipa a entrar nas diferentes categorias, das 100 milhas até os 2 km, passando pelos 60 e 30 km. Tivemos dois pódios para Portugal: um segundo lugar no escalão Vet-1, de Bének Morais nas 100 milhas, e um terceiro lugar no escalão Vet-1, de Goreti Silva, nos 60 km.

Estamos todos de parabéns, fomos Finishers num evento desta magnitude!

Também gostaria de felicitar a organização! Os postos de abastecimento foram prodigiosos, haviam vários voluntários ao longo do percurso a prestar auxílio aos atletas, as marcações estavam bem-feitas, a alegria e simpatia dos populares era contagiante e a corneta alpina ecoava nas magníficas montanhas dos Alpes Suíços. Magnífico!

Ficámos hospedados no Le Coucou Hotel & Restaurant-Bar, ponto de passagem obrigatório do KM Vertical «La Positive1000 », onde, para nosso vislumbre, estava a decorrer um cocktail preparado pela organização do Montreux Trail Festival e que contava com a presença de ilustres nomes, como Diego Pazos e Gediminas Grinius.

 

O resultado de Inês Jordão na prova dos 60 km no Montreux Trail Festival
O resultado final de Inês Jordão no Montreux Trail Festival

 

Domingo escolhemos como destino Les Diablerets para visitar o deslumbrante Glacier 3000.

Foi um fim-de-semana inesquecível! Aproveito a oportunidade para agradecer à minha equipa Monsanto Running Team & Berg Outdoor, Extreme Force GoldNutrition, 4RUN.pt, aos meus amigos e seguidores pelo apoio de sempre.

Gostaste do artigo? Faz Gosto ou Partilha com os teus amigos!
Pedro Alves

Pedro Alves

Gostou? Partilhe pelos amigos