Carla André, as estrelas e a Lua na Ultra Mirage

Apesar da escolta em grande parte do percurso da Ultra Mirage, inclusive com forças da segurança nacional e militares durante o dia, foram nos 20 km finais que Carla André absorveu por completo a magia do “seu” Saara. Este é o quarto dia d´«A Semana “Eu já fui feliz aqui”».

 

Se a visão foi de uma autêntica escolta em grande parte do percurso, com elementos da organização, forças de segurança nacional, militares, etc., quando caiu a noite parece que ouviram o meu sussurro, que dizia: «Deixem-me a sós! Eu e ele, o meu deserto!»

E começou a magia

A noite caiu quando levava 80 km. Há imagens que não consigo transportar por palavras: eu, as estrelas e a Lua, que nasceu e cresceu para iluminar o meu caminho até a meta. Estou a ver aquela imagem da “minha”’ Lua, mas não a consigo desenhar em palavras… Era tamanha! 

 

LEIA TAMBÉM
O Saara chama por Carla André
A família Ultra Mirage pronta para a primeira Ultra-maratona na Tunísia
Ultra Mirage: uma aventura de 100 km pelo Saara tunisino

 

Estes são os momentos que levo de todo o caminho, a música que escutava marcará para sempre as minhas recordações e a oração que enviei aos Céus para proteger a minha família e os que me pediram. Acredito que Ele estaria ali a proteger-me e a dar-me forças para cruzar a maravilhosa meta, estaria representado no pequeno rosário que me acompanha sempre…

 

A bandeira de Portugal sempre acompanha Carla André nas suas aventuras
A bandeira de Portugal sempre acompanha Carla André nas suas aventuras

 

Até à meta que me esperava e onde me esperavam com tanto carinho e com um enorme abraço, dado com uma enorme bandeira de Portugal, que me presentearam, e gritando: «Carlita! Carlita!»

Que emoção, que carinho! Foram 14h15m de emoções pelo deserto do Saara e a segunda menina a preencher o deserto na alma….

Gostaste do artigo? Faz Gosto ou Partilha com os teus amigos!
Pedro Alves

Pedro Alves

Gostou? Partilhe pelos amigos