António Lopes na Ultramaratona Caminhos do Tejo: correr 1 km e caminhar 300 metros

Após vomitar, António Lopes sente-se melhor depois de comer uma sopa, mas insuficiente para correr em condições a Ultramaratona Caminhos do Tejo, 144 km entre Lisboa e Fátima. Este é o terceiro dia d´«A Semana entre Lisboa e Fátima».

 

Cheguei a Azambuja com cerca de 50 km de prova feitos e já um pouco desgastado fisicamente, mas nada de alarmante. Até já tinham passado duas fases do sono e uma delas até foi bastante engraçada: parecia um zumbi quando me apercebi…

Sentei-me, conversei mais um pouco e, com calma, bebi uma cerveja e uma água. Atestei os flasks para o caminho e comi uma bela sopa de legumes. Soube-me divinamente!

Continuei a prova em direção ao próximo abastecimento, que era em Valada, agora já com mais confiança, pois a sopa parecia ter regenerado alguma da energia que tinha perdido. Mas uma sopa é apenas uma sopa e só durou 14 km. Depois comecei a sentir-me novamente fraco.

O Caminho do Tejo é assinalado ao longo do seu caminho
Marcas que sinalizam o Caminho do Tejo

Decidi comer aos poucos uma pequena barra energética, sempre acompanhada com água. Paulatinamente lá voltou mais um pouco de energia e passei a correr 1 km e a caminhar 300 metros. E assim cheguei a Valada, com 64 km e 9h15 de prova. Descansei, mudei de roupa, tentei comer alguma coisa mas não consegui. Aproveitei para levar uma banana para tentar comer mais tarde.

E quem não gosta de proteína oriunda dos mosquitos?

E lá segui, ainda animado, para os 21 km que me separavam de Santarém e as suas Portas de Santiago.

Assim que saí de Valada, a “Aurora” começou a esboçar um sorriso. Mal sabia eu que esse sorriso era de escárnio… O calor veio de braço dado com o Sol e assentaram arraiais logo que nasceram. «Fónix!…» Mas tudo bem, já tinha levado com o calor noturno junto aos arrozais, com a inevitável proteína de mosquitos junto às linhas de água e com as melgas insistentes junto à estação de Azambuja. Agora juntava-se à festa esta Aurora trocista…

«Hobalhamadeus

Gostaste do artigo? Faz Gosto ou Partilha com os teus amigos!
Pedro Alves

Pedro Alves

Gostou? Partilhe pelos amigos