Os 5 erros mais comuns de quem lava a roupa desportiva (Parte II)

Após os dois conselhos iniciais, revelamos os três outros erros mais comuns dos corredores aquando lavam as suas roupas.

 

Terceiro erro a evitar

Detergente “comum” para a roupa desportiva

Parece um truque de marketing, mas, segundo os especialistas, os detergentes criados para a roupa desportiva são mesmo eficazes, fruto das suas fórmulas, que procuram “atacar” os fortes maus odores e as constantes manchas, principalmente debaixo das axilas. Um senão no entanto: não devemos cair na tentação de acrescentar mais detergente extra a nossa lavagem, já que este apenas criará mais resíduos nos tecidos. Se não encontra detergentes específicos para a roupa desportiva, procure juntar um quarto de uma chávena de café com bicarbonato de soda e uma chávena de café com vinagre durante a lavagem da máquina de lavar roupa.

LEIA TAMBÉM
Os 5 erros mais comuns de quem lava a roupa desportiva

Quarto erro a evitar

Evitar ao máximo a máquina de secar roupa

Sem roupa para o treino de amanhã? Choveu e a roupa não secou? Paciência, não recorra a uma máquina de secar para usar aquela camisola que sonhou para o treino ou os calções de última geração. O vestuário desportivo sente “pavor” das máquinas de secar, especialmente a altas temperaturas. Recorrer a esse subterfúgio faz com que a vida da sua roupa fique reduzida, já que as máquinas de secar roupa rompem com as fibras sintéticas, reduzindo, por exemplo, a sua elasticidade. É obrigatório aqui ver a etiqueta da camisola. E, se for mesmo necessário, procure secar com um ciclo mais frio.

Quinto erro a evitar

Uso do amaciador

O amaciador é um autêntico inimigo público da roupa desportiva. Se o utilizarmos na lavagem com frequência, o vestuário não “respirará” mais, pelo contrário, o amaciador fará com que a camisola, por exemplo, não consiga “transpirar”, retendo deste modo a humidade e… os maus cheiros. Em vez de amaciador, recorra novamente ao vinagre (uma chávena de café, dependendo da quantidade de roupa. O vinagre é um suavizante natural e ajuda a eliminar odores).

Gostaste do artigo? Faz Gosto ou Partilha com os teus amigos!
Pedro Alves

Pedro Alves

O futebol sempre acompanhou a minha vida, assim como a natação e o voleibol. As tardes no Estádio do Maracanã, primeiro nas arquibancadas com o meu pai e depois com a “torcida” do Flamengo, são momentos que continuam a marcar as minhas recordações, principalmente a ver Zico a jogar. Em Portugal desde 1989, aos poucos o futebol e o voleibol perderam o seu espaço de prática, mas não de interesse (nesse aspeto o futebol é insubstituível, principalmente a seleção brasileira – como “doeu” os 1-7 da Alemanha… -, o Flamengo e o Barcelona). Se no Brasil a corrida era algo supérfluo, nos últimos anos acabou por ganhar a sua devida importância, primeiro como um hábito de saúde e bem-estar, depois como um desafio pessoal, concretamente terminar uma maratona, feito alcançado no Porto, em 2011. Com mais três no curriculum (duas em Lisboa e uma no Funchal), agora o objetivo é correr a primeira maratona internacional.

Gostou? Partilhe pelos amigos